Twenty

Passos leves,tal é vento
Sorriso de cão ladrador,
Órbitas lindas profundas
Meu fôlego todo cessou.

Que curvinhas magnânimas
Preciso me impressionar
Escorrega entre meus dedos
O desejo tão vulgar.

Sua dança é atrativo
Fez minha espinha estremecer
Minha mente na surdina
Mil idéias ao lhe rever.

Veneno mais gracioso
Dessa dor posso gostar
Brincando entre seus lábios
Pude me deliciar.

Cada veia do meu corpo
Declina-se por você
Certo vão da minha alma
Morreria por prazer.

Corrompa-me com este ódio
Contemple-me com tal rancor
Que tal distorcer o sentido
Dessa tal palavra, amor?

Afrodite de vermelho
Sonho com meus requintes
Só parece ser mais triste
É dura a fase dos vinte.

É um demônio encantador
É o anjo imaculado
Enigma enlouquecedor
Sou teu mero jogador.

Esse é meu afrodisíaco
O paraíso é lá?
Dane-se as conseqüências 
Meu desejo é alucinar.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Miih Almeida’s story.