a Arte nos é necessária

Já faz um tempo que não escrevo. Minhas inspirações são derivadas de amor ou tristeza, sendo a segunda muito mais melancólica e presente em minha vida nos últimos dias. Ao me levantar sinto o desânimo diário de ser obrigada a viver mais um dia rotineiro em que eu acordo, vou para a escola, aprendo matérias como matemática e português, volto para minha casa e nessa eu fico vegetando e sentindo a dor diária de ser só mais um ser insignificante neste mundo.

Todos os dias, há quase 1 mês, sobrevivo de forma automática às responsabilidades que a vida nos exige. Segurando o choro e a ânsia de ser uma mulher e intensa nestes dias de hoje. Calada em meu canto, passei a observar o comportamento alheio nessa sociedade, e tudo que vi me consumiu a alma, a felicidade e a esperança. Percebi que vivemos em uma sociedade que semeia o ódio, a objetificação da mulher, o preconceito, e mais uma caralhada de coisas (me desculpem o palavreado, foi necessário). Desde então minha vontade de chorar e vomitar ficaram ainda maiores.

Percebi que vivo numa sociedade em que humanas e exatas são nos colocados como “importantes’’, e realmente, não lhes tiro o direito, mas deixo aqui minha indignação com o fato de Artes ser uma matéria considerada inútil, quando na verdade é tão importante quanto todas as outras. No ensino médio não se existe mais aulas de artes, ou em algumas escolas, tem somente no primeiro ano. Quando professores de sociologia e filosofia propõem atividades diferentes da rotina de ler livro e debater, como por exemplo desenharmos, ou fotografarmos, vejo alunos dizendo coisas do tipo:

“Pra quê precisamos disso?”

“Essa professora só deu esse trabalho pra ter algo pra dar nota.”

“Não vou fazer, não tem necessidade.”

E isso me dói.

Dói porque as pessoas não compreendem a importância da Arte em nossas vidas porque a sociedade nos fez acreditar assim, pois somente matemática e português que lhes garantirá uma vaga na faculdade, ou um emprego que tanto almejam. Ok, talvez você consiga entrar na faculdade e ter o emprego que quer, mas vai chegar um ponto em que sua mente vai precisar descansar. Vai chegar em um ponto em que você vai precisar desabafar, ter algo pra desviar sua mente das coisas rotineiras e cansativas, como estudar e trabalhar. Você pode conversar com os seus amigos, com os seus pais, mas na verdade eles estão pouco se importando com os seus problemas e com seus sentimentos. A verdade é que eles tem a vida deles e a vida deles não vai parar pra poder socorrer a sua. E é aí que entra a importância da Arte.

Muitas das vezes a arte é mal compreendida por se tratar de sentimentos alheios, pois arte é isso: pôr teu sentimento naquela obra, seja ela qual for. Você pode não perceber, mas se você pintar o mesmo desenho sentindo sentimentos diferentes você verá que as cores que você usou para pintá-lo serão totalmente diferentes. Se você estiver feliz você optará por amarelo, se estiver triste optará pelo preto, e assim vai. Você pode não perceber, mas você estará descarregando suas emoções na sua arte, e isso é lindo. E ÚTIL.

Quantas pessoas não poderiam ter evitado o suicídio se a arte lhes fossem apresentadas? Quantas pessoas seriam menos desapontadas com suas vidas se a arte fosse presente?

Não sei sobre vocês, mas eu seria muito mais feliz se a arte fosse mais valorizada neste mundo. Sou fotógrafa, cabeleireira e escrevo por hobby, faço da arte a minha vida e sei o quanto sofro por ter feito esta escolha. Optei por não seguir uma carreira que me faria bem financeiramente pois sei que me faria infeliz, e infelizmente a arte não está diretamente ligada a ganhar bem. Sendo assim eu e outros artistas sentimos na pele como é difícil viver da mesma. É difícil pois dividiram a sociedade em humanas, exatas e biológicas e esqueceram daqueles que são de artes. Adolescentes e crianças pensam ser burros por não se encaixarem em nenhuma das três opções e se sentem perdidas por não terem uma quarta opção.

Este desabafo não foi feito somente para tentar lhes mostrar a importância dessa matéria magnífica, mas também foi feito por uma menina que acredita não ser inteligente o suficiente pois tira notas medianas em matérias como matemática, química e física. Este desabafo foi feito por uma menina que é intensa e transborda sentimentos que precisam ser extravasados de algum modo, e que se sentiria mais feliz se pudesse mostrar para o mundo que sua inteligência vai muito mais além de notas em matérias como química e física.

Like what you read? Give Mikaela Sanches a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.