É possível desfrutar da delícia de ser solteiro sendo honesto com quem aparece; é possível ter uma bela noite casual de sexo, bebida e bom papo e não querer manter a relação e ter a cortesia de deixar isso claro no dia seguinte, transformando a experiência numa boa lembrança para o resto da vida e não apenas até a manhã seguinte; é possível — e necessário — ser aberto sobre suas próprias vontades para que o outro se sinta à vontade de trabalhar com os limites; é possível aproveitar o basilar e mais gostoso das relações e fluidos humanos sem agir como se a pessoa fosse pedir para assumir status de relacionamento no dia seguinte; é possível ser extremamente gentil e isso significar apenas gentileza.
Sobre ser solteiro
Jessica Luana Castro
1436

Verdade seja dita, amém! O difícil é entender como, nos dias de hoje, ainda somos tão dogmáticos e propensos ao mimimi da “regra padrão”, sem nos darmos conta de como viver bem está tão às claras e nós somos a única barreira contra isso.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.