Escrever Como Um Profissional Faz Toda a Diferença (ou como o livro mais aguardado do ano se…
Nano Fregonese
266

Muito bom! Realmente, sem conflito não há livro.
Como leitora tenho PAVOR de livros descritivos ao extremo. Quero dizer, aqueles que falam até a cor da etiqueta da cueca do bandido, limitando a agilidade da trama. Acho ok fazer descrições mais longas e um parágrafo ou outro, mas quando a coisa se estende demais, geralmente vou na leitura dinâmica, até que começo a pular parágrafos inteiros. Em contrapartida, não descrever nada dificulta a imaginação do leitor e a narrativa fica boboca, rasa.
Até dá pra aceitar um livro denso com a narrativa mais lenta quando ele passa conceitos difíceis, novos e tal. Caso contrário, prefiro livros mais ágeis. Como autora, procuro equilibrar a mão nesse sentido. :)