Enrolamos. Mas soltamos.

Haviam semanas que seu fantasma não me atormentava. Mas ainda me surpreendi quando me perguntaram se estou "enrolada" com alguém e você me veio na mente.

Há dias eu não sei de você, e provavelmente, você não sabe de mim. Provavelmente me xinga de todos os nomes horríveis que você não é capaz de pronunciar. E, muito provavelmente, não me entende em nada.

Não te julgo. Eu também não me entenderia.

Não estou enrolada à ninguém. Nos enrolamos um dia. Talvez tenhamos nos embolado também em nossas loucuras. Mas soltamos. É. Acho que soltou. Finalmente. Soltamos.

Like what you read? Give Mila Monteiro a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.