St. Patick’s em Montreal

Antes dos penduricalhos, do álcool abundante e da euforia ganhando a rua, celebrar o St. Patrick’s Day tem passagem pela fé


É o quarto domingo da quaresma, dois dias antes do 17 de março, data do falecimento de São Patrício — figura fundamental na disseminação da crença cristã na Irlanda no século 5 — e festejada pela comunidade irlandesa mundo afora.

Em Montreal, a Missa de Antecipação ocorre no domingo anterior ao desfile que colore o centro da cidade, marcado este ano para 22 de março. Fiéis católicos lotam a igreja de São Gabriel, no bairro de Pointe-Saint-Charles, reduto de imigrantes irlandeses a partir do século 19.

Padre aguarda o início da Missa de Antecipação

De acordo com o arquivo municipal, a maior onda de imigração aconteceu nas décadas de 1830 e 1840 — embora o registro do primeiro irlandês na cidade date de 1661. O último censo mostra que em 2006 havia 216.000 pessoas de origem irlandesa morando na região metropolitana. Em toda a província de Quebec, eles somavam pouco mais de 400.000, isto é, 5% da população quebecoise.

Embora as igrejas no Quebec tenham vivido um grande esvaziamento a partir da década de 1960, uma pesquisa recente mostra que 51% da população na região metropolitana de Montreal se considera católica. Em seguida vêm os que não seguem nenhuma religião (18%), os muçulmanos (9%) e os judeus (4%).

Mulher reza na igreja São Gabriel, uma das 200 igrejas católicas de Montreal

O padre Thomas Dowd conduz a missa intercalando sobriedade e bom humor. Ele torce para uma meteorologia favorável no dia do desfile e conclama a congregação a não deixar de alimentar a própria fé, expressão da graça divina. Ao final, ele se despede dos fiéis, a maioria já na terceira idade. Algumas dezenas se dirigem até um salão anexo, onde uma confraternização está preparada.

Conversa vai, conversa vem
A confraternização foi aberta a todos da comunidade que quisessem e se sentissem à vontade para dividir o pão e os doces
Beautiful hat on an elegant woman
Boris Polanski, um dos Cavaleiros de Colombo (Knights of Columbus), fraternidade criada nos Estados Unidos em 1882 como uma sociedade beneficente destinada a ajudar famílias católicas em dificuldade. Atualmente ela possui mais de 1,8 milhões de membros divididos em 14 mil conselhos espalhados por 17 países
No sacerdócio há 15 anos, o padre Thomas Dowd acha que a palavra mais importante dessa semana não deve ser "Irish" e sim "Union"
Mabel Fitzgerald, a primeira mulher a presidir a União das Sociedades Irlandesas de Montreal, entre 1992 e 1993, mais de seis décadas após a fundação da entidade. Abriu a porta para que, depois dela, outras cinco mulheres também ocupassem o cargo
Carly Meredith, 23 anos, estudante de Direito na Universidade McGill, escolhida a Rainha de 2015. "Você só pode ser rainha uma vez. Pode ser princesa um ano e depois rainha, ou princesa duas vezes, mas rainha é só uma mesmo. Isso que as pessoas veem essa semana é só a ponta do iceberg, estramos trabalhando desde 7 de fevereiro. Mas é muito divertido!"
Sujeita à supremacia monocromática do verde, a paróquia aproveita para vender cestas de guloseimas, enfeites, lembranças, trevos de vários tipos e tamanhos
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.