MERCÚRIO OU PRATA VIVA
(Rodrigo Peñaloza, jun. 2015)

Tomás de Aquino usa o termo argentum vivum (ἄργυρος χυτóς) ou “prata viva” para designar o mercúrio. São nomes diferentes para a mesma substância. Essa evidência está em Plínio, o Velho, que em sua obra Historia Naturalis, XXXIII-20, século I E.C., escreveu:

No mármore e naquelas [substâncias] que não podem ser incandescidas, [o douramento] é untado com clara de ovo, e, na madeira, mediante uma composição de glúten, a que chamam leucóforo. O que isso seja ou de que modo se faça, ensinaremos em lugar apropriado. Terá sido legítimo o cobre ser aurificado pela prata viva ou certamente pelo hidrárgiro, acerca dos quais, trazendo à luz a natureza deles, teremos chance de nos dedicar.”

Leucóforo (λευκόφορος) significa aquilo que traz a brancura ou albedo. O mercúrio também é dito hidrárgiro (que significa “prata líquida”) e também azougue.

Like what you read? Give Rodrigo Peñaloza a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.