A história do meu ~eureka~ que me fez amar trabalhar com mídias sociais.

Esse texto possivelmente conterá lágrimas (minhas).

Tudo começa em 2013 com o meu primeiro trabalho fixo como social media, depois de passar por um estágio de 6 meses em marketing eu finalmente consegui um trabalho em agência digital ❤ liberdade e autonomia para criar, dar ideias e sem hora para ir embora fez crescer dentro de mim um amorzinho por comunicação (oun). O trabalho ia bem, nossos clientes confiavam no que fazíamos e poucas vezes precisávamos pedir autorização para postar nas mídias sociais, era um sonho :)

Na 2ª quarta-feira de 2014 chego na agência (geralmente a primeira a chegar, mas nesse dia me atrasei) fico sabendo que um de nossos clientes havia sido assaltado, putz, bora fazer nota de esclarecimento.

Mas a notícia foi tão bizarra:

“Um sujeito de 25 anos invadiu a Pizzaria Don Peppone pela parte dos fundos, que fica na Rua São José (Centro). Ele esqueceu uma mochila no local e voltou algumas horas depois para buscar. O alarme disparou, ele escalou a parede, tentou se esconder no telhado e fugiu de bicicleta, mas foi capturado nas proximidades. A mochila continha um tablet (Apple), diversos cheques, R$ 20 em dinheiro, R$ 44 em moedas e uma parafusadeira.

que pensamos:

“E se a gente zoar sobre isso?”

e foi o que fizemos!

ESSE DIA FOI LOKO ❤

Não contentes com o buzz que já havia tomado, nosso próximo post foi uma indireta para o ladrão que fazia leparkour e escalou muros e tentou se esconder no telhado, e as pessoas novamente entraram na brincadeira.

Foi tão louco que além de ser notícia no Diário Catarinense, no dia seguinte foi capa do Santa, o maior jornal impresso da cidade (estou tentando imagens disso também).

Parece bobo né, mas a quantidade de pessoas elogiando e entrando na brincadeira me mostrou que as mídias sociais são feitas para fortalecer o relacionamento com os clientes e não apenas divulgar a sua marca. Isso fez todo sentido na minha cabeça cheia de dúvidas (normais para uma estudante de publicidade e propaganda) se eu iria passar o resto da minha vida mentindo (ou omitindo, como geralmente preferem falar) para as pessoas. Me parecia antiético e egoísta. É claro que minha opinião sobre publicidade já mudou muito, mas para mim, trabalhar com mídias sociais é trabalhar a essência, é ser verdadeiro, mostrar suas falhas e principalmente se RELACIONAR.

O resultado: tivemos aumento nos pedidos do site, pessoas elogiando a sacadinha na pizzaria, cliente feliz, mas principalmente a desconstrução de que uma marca precisa ser chata e falar sério o tempo todo.

É claro que depois disso muitas outras coisas aconteceram e fizeram crescer ainda mais esse amor, mas esse meu foi meu #DAYONE e achei que valeria a pena compartilhar com vocês, me conta qual foi o day one de vocês :)