Eu (não) sou importante

Cresci me moldando aos jeitos das pessoas e esqueci de ser eu mesma. Guardei meus sentimentos e esqueci que, em algum lugar, eles ainda estavam lá, me corroendo e querendo sair.

Hoje, eu continuo me corroendo por medo deles saírem e os forço a continuar dentro de mim, completamente ciente de que continuo me moldando ao jeito das pessoas.

Peço desculpa por coisas que sinto. Peço desculpas quando não preciso pedir, quando não estou errada. Mas eu peço desculpa, principalmente depois de acharem um jeito de me mostrarem que o que eu estou sentindo é errado, que é mentira e eu não deveria me sentir daquele jeito.

Mesmo sabendo que é errado, eu aceito e solto um pedido de desculpa, dizendo que não aconteceria mais.

Eu me perco em sentimentos que não conheço. Esses sentimentos me enchem de dor mas na minha cabeça eu repito que não deveria senti-los. Na minha cabeça repito que eu estou errada e não deveria estar me sentindo daquele jeito.

Na minha cabeça eu repito que não deveria sentir.

As pessoas mais próximas dizem que me aceitam do jeito que sou, que sou especial desse jeito, mas por que sinto que só aceitam o meu jeito de aceitá-las? E a parte de eu me aceitar?

Eu deveria me aceitar, mas por que eu pareço estar tão errada?

Um tempo longo passa enquanto me perco em meus pensamentos tentando entender o que estou sentindo, tentando me encontrar na minha bagunça.

Por que minha consciência insiste que eu não estou, mas eu me sinto completamente errada?

Meus sentimentos são importantes.

Eu sou importante. Por favor, não se desgaste pelas pessoas.

Meus sentimentos são besteiras.

Eu não sou importante. Por favor, pare de drama.

Eu não sou uma máquina que se molda aos desejos das pessoas e não sente. Eu escondo meus sentimentos, mas isso não quer dizer que não os sinto.

Eu não sou uma máquina. Eu sou sensível ao mundo, sou sensível às pessoas, sou ótima em esconder.

Por favor, me tratem como alguém importante também. Mas importante pelo o que eu sou, e não importante por te acolher e te ajudar.

Porque, no fim, quem vai me ajudar?

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Saturno’s story.