Para Agatha

Se te vacilarem os pés
Serei força
Na descuidada infância
Serei afago
No desvairar da adolescência
Serei intento
No ruflar de tuas asas
Serei vento