sobre Jack Kirby e a HQ “Street Code” novamente. Agora com link para uma análise e notícia de um omnibus.

(sumido uma semana daqui… emendei feriado prolongado com uma bela doença prolongada. retomando agora os trabalhos por aqui)

No dia 7 de setembro, postei aqui no mitocondrias@medium uma página dupla da “Street Code”, uma HQ auto-biográfica do Jack Kirby.

Sou fãzaço da fantasia nas HQs do Kirby, mas aquela imagem urbana me impressionou.

Ah, espera, vou postar de novo. Primeiro porque quem não viu, tem que ver. Segundo porque quem já viu, tem que ver de novo.

Lindo demais issaê.

Enfim, a imagem apareceu no meu tumblr (sim, sou um dos que continua olhando diariamente o tumblr. não, não uso mais ativamente meu myspace ou meu icq), pesquisei para saber mais a respeito do que era, juntei a info e postei.

Agora descubro que, dois dias antes deu encontrar e postar a página, saiu uma análise bem bacana da HQ no The Comics Journal. Escrita por Matthias Wivel, o texto esmiuça o roteiro e a vida de Kirby para chegar à arte. E com propriedade, não com um olhar simplista sobre traço e construção de personagens mas com análise pesada de construção, narrativa e simbologias.

Vale a leitura.

E, num adendo, apenas aumenta minha vergonha por nunca ter lido inteiro o Fourth World, a que todos se referem como obra máxima do Kirby com os Novos Deuses e Darkseid e Sr. Milagre e centenas e centenas de páginas que se juntam sempre em encadernados e omnibus que nunca tive grana e oportunidade reunidas na mesma época para aproveitar.

(e nada contra digital, mas esse é o tipo de coisa que faço questão de ler no papel).

Pois dezembro está chegando e é quando sairá o mega omnibus de mais de 1500 páginas (e 150 doletas…) com todas as HQs juntas. Aí dá coceira de aproveitar a oportunidade mesmo sem ter a grana.

E numa última observação, já que a ideia desse post surgiu para dar link mas também crédito ao Matthias Wivel — pois, do jeito que essas internê aqui funcionam, não duvido que se apareceu a imagem solta no meu tumblr foi na reverberação aleatória do texto dele — então nada mais justo que apontar que vi o link em na comunidade Não Leio do facebook, postado pelo Pedro Bouça — cara que trombo há anos em várias comunidades sobre HQ desde a época dos yahoo groups e que tem traduzido muita coisa pro mercado daqui — de Judge Dredd a Barbarella.

— — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — —

Assine e receba o Acervão, newsletter quinzenal ou mensal ou algo por aí com descrições curtas e links pra tudo que saiu aqui no medium@mitocondrias nesse tempo.

Aí você pergunta “Blogue? EM 2017?” (Ou medium. Ou o inferno que você quiser chamar isso aqui). E sim. Em 2017.

Porque prefiro organizar meus textos assim. Porque gosto de ter meus textos em um único lugar. Porque sou velho. Porque o ruído de posts atrás de posts pipocando no facebook me dá dor de cabeça.

Mas aí… E se você perder meu aviso no face? Ou esquecer que esse site existe?

Aí pra isso não acontecer é só assinar o Acervão, a newsletter aqui do medium@mitocondrias . É só clicar aqui, fofurada!

Like what you read? Give Adriano Vannucchi a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.