‪Imagem

Estou em um conflito direto com minha imagem, aquela do espelho. Eu não queria voltar a me apoiar em clichês pra me sentir bem com a minha imagem, com meu eu.


Quando eu me apoiava em clichês, eu era assediada 70% do tempo. Pessoas vinham falar comigo não pq se importavam e sim pq queria fazer convites, queriam ter algo comigo e não tinham pudor algum de me chamar pra pedir fotos. Esse comportamento, essa falta de respeito, o assédio na internet e no trabalho me fizeram largar mão de ser “bonita” pros outros e eu fiz o maximo pra me aproximar do que era ser bonita pra mim. Quando parei de ser clichê e resolvi abraçar meu natural, parece que não entenderam o processo de busca que estava passando. Eu queria me sentir bem comigo por mim e pra mim. Passei 2 anos buscando isso.

O tratamento que fiz entre 2014 e 2016 me fez ficar parada em poucas opções de mudança. Parei de descolorir o cabelo pq o processo era muito agressivo e pq meu cabelo já estava bem debilitado.

Passei a ser uma mulher “comum”, uma mulher do dia a dia e deixei de ser o mulherão capa de tumblr. Eu estava feliz sabe? Pq era eu tentando me ver o mais próximo do natural que sou. E eu estava bem! Até que sem querer meu cabelo ficou cinza e não pq eu quis, talvez esse fato de ter acontecido sem querer tenha desencadeado uma tristeza grande pq parece que fui a estaca zero de todo aquele processo de cura e bem estar. Sim, assim mesmo, frágil desse jeito, me vi começando do zero todo esse trabalho que tive de gostar de mim bagunçada como sou. Tentei retirar naturalmente a cor, o que acabou acentuando outras e já não sou mais tanto o que era. Cortes químicos aconteceram e já não sou mais o que estava confortável. Tenho duas escolhas: ou corto novamente tudo curto e começo de novo, ou volto pro ruivo pra subscrever a cor. Eu não queria voltar a ser clichê. Não queria voltar a ser assediada, não queria voltar a ser tratada sem respeito e como um objeto.

Pra piorar, hoje me deparei sendo forçada pela vida a abrir mão desse processo de auto conhecimento e talvez entrar a fundo em algo que não queria pq não tenho apoio e senti que o que as pessoas querem não é o que é bom pra vc ou que vc se sinta bem com vc. As pessoas buscam coisas belas, mulheres belas, pessoas belas. Eu não em encaixo nisso. Não me sinto encaixando pq mulheres que todos observam, olham em sites, olham em links, em feeds, estão longe de serem iguais a mim. Hoje, desde que escolhi deixar o fácil e buscar equilíbrio, raramente recebi elogio pelo que me tornei. Nem sei pelos olhos dos outros se sou algo belo. Nao tô falando de assédio, tô falando de incentivo e feedback simples, sabe? Não ouço isso, não sei de fato.

O que sei que ainda busco me olhar e estar tranquila e feliz com que vejo no espelho. Essa busca foi zerada e cabe a mim escolher o que fazer, mas infelizmente o ambiente, pessoas próximas e quem tá de fora influência e distorce o que nos faz bem.

Desculpa os erros de português, tô no cel e não queria perder esse pensamento.

Eu ainda não tenho respostas pra o que vou fazer.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated mjcoffeeholick’s story.