O Mito da Igualdade na Reforma Trabalhista
Marcelo L. Perrucci
533

O texto é interessante, mas erra ao desconsiderar alguns pontos fundamentais.

O excesso de garantias contida na CLT atual é uma das causas da situação que temos hoje: metade dos trabalhadores que estão empregados não tem carteira assinada, e 14 milhões de trabalhadores estão desempregados.

Quem tem a possibilidade de criar empregos, evita ao máximo fazer isso, porque sabe que cada novo empregado multiplica seu risco de ações trabalhistas. Na Justiça do Trabalho um empregado pode mentir e caluniar o patrão à vontade, para tentar aumentar seus ganhos, sem risco de punição. No caso do patrão não poder provar que são mentiras, pode ser condenado a pagar uma multa elevadíssima, que muitas vezes pode inviabilizar a própria empresa, levando à demissão de todos os demais empregados… que muitas vezes ficam sem receber seus direitos trabalhistas! Neste caso o ex-empregado recebe uma bolada, enquanto o patrão e os demais empregados ficam sem nada.

Falamos dos empregadores como se fossem todos milionários malvados e exploradores, mas a grande maioria são pequenos empresários, cujo nível de renda e de instrução muitas vezes é equivalente ao de seus empregados. Mas existe uma grande diferença: só recebem remuneração se sobrar dinheiro depois de pagar aos empregados e ao Governo.

Do total que uma empresa gasta para pagar um empregado, mais de 70% acaba em mãos do Governo, seja na forma de impostos e contribuições sobre o próprio salário (pagas parte pela empresa e parte pelo empregado), ou na forma de impostos pagos pelo empregado, quando este gasta o que ganhou para comprar algum produto ou serviço.

No Brasil, uma empresa de médio porte paga mais de 50 impostos diferentes! O custo de todos estes impostos precisa ser embutido no preço dos produtos desta empresa, do contrário a empresa irá quebrar. Não adianta você tentar comprar o produto de outra marca, pois ela paga os mesmos impostos! Então grande parte da culpa pelos preços no Brasil estarem entre os mais altos do mundo é do Governo!

Em suma, a falta de emprego não vem de alguma falta de planejamento do Governo. Vem do excesso de impostos, e de leis trabalhistas que desestimulam a criação de empregos.

Se queremos que sejam criados novos empregos de qualidade, com carteira assinada, temos que deixar de ter leis que assumem que todo empresário é explorador, e encontrar uma forma de que patrões e empregados sejam parceiros no sucesso das empresas.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.