A Poison Tree — Tradução

Bom gente, esse poema é uma tradução livre que fiz de um poema originalmente em inglês, chamado A Poison Tree de William Blake. Colocarei o original em baixo.

Eu estava irritado com o meu amigo:
Eu disse a minha ira, minha ira se fez fim.
Eu estava irritado com o meu inimigo:
Eu não disse nada, minha ira se fez crescer.

E eu reguei em medos,
Noite e manhã com as minhas lágrimas;
E eu ensolarava-a com sorrisos,
E com enganosas macias artimanhas.

E cresceu tanto de dia e de noite,
Até que deu uma brilhante maçã.
E o meu inimigo viu-la brilhar,
E ele sabia que era minha.

E em meu jardim roubou
Quando a noite tinha velado o pólo;
Na parte da manhã feliz, eu, ao ver
Meu inimigo estendido debaixo da árvore.

William Blake (tradução Moisés Ferreira e Silva)

A Poison Tree

I was angry with my friend:
I told my wrath, my wrath did end.
I was angry with my foe:
I told it not, my wrath did grow.

And I watered it in fears,
Night and morning with my tears;
And I sunned it with smiles,
And with soft deceitful wiles.

And it grew both day and night,
Till it bore an apple bright.
And my foe beheld it shine.
And he knew that it was mine,

And into my garden stole
When the night had veiled the pole;
In the morning glad I see
My foe outstretched beneath the tree.

William Blake


Originally published at mofesilva.tumblr.com.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Moisés Ferreira’s story.