Destino Índia #2 – Últimas despedidas

Dia 19 de outubro está quase chegando, e estamos cada vez mais animados para a viagem. Porém, nessa ultima semana temos de fazer o ritual costumeiro de visitar os parentes queridos e dizer os últimos adeus por um tempo, até porque não estamos indo ali para o Pará e sim, indo para o outubro lado do mundo

Porém algumas coisas chamam a atenção nessa visitas é o quanto as coisas mudaram e o quanto já mudei. Não somos todos o mesmo mas é divertido e um tanto quanto curioso observar essas mudanças. A voz de meu avô ficando cada vez mais rouca e cansada, revela o quão rápido envelhecemos quando estamos ocupados com as preocupações das vidas.

Mas mesmo com essas mudanças que estamos acostumados, onde capitais e cidades grandes são como um organismo vivo, constantemente mudando, é interessante ver como o tempo é congelado e passo muito mais devagar em pequenas cidades do interior. Ando por Ipanema e vejo tantas coisas e lugares que continuam o mesmo a mais de 23 anos, em que nada foi alterado, acrescentado ou retirado. A mesma locadora em que sempre alugava filmes, todas as vezes que vinha para a casa do meu avô, a casa de meu amigo que continua a mesma até os dias de hoje, apesar de ele mesmo não mais morar aqui por causa de seus estudos.

Enquanto o tempo congela muitos desses lugares nessa pequenas cidades, o templo avança devagar em outras partes da mesma cidade. Algumas poucas construções novas, que destoam tanto do restante da cidade. As praças, agora reformadas não são mais as mesmas que me lembro, mas tudo a sua volta continua a mesma coisa.

É divertido observar essas coisas, pois passamos tanto tempo presos em nosso pensamentos que esquecemos de observar detalhadamente o mundo que nos cerca. Por mais que muitas vezes não tiro proveito dessas viagens, por não haver muito o que fazer por aqui, gosto ainda de dar alguns passeios apenas para ficar observando os lugares que eu conheci, em algum momento no espaço-tempo e hoje não não existem mais, apenas na memória daqueles que a guardaram.


Se voce quiser ficar por dentro das novidades sobre esse quadro e sobre as coisas mais exoticas da Índia, e quiser acompanhar a minha experiência na Índia que compartilharei, me sigam aqui no Medium e no Snapchat e Instagram:

Instagram: mofesilva

Snapchat: mofesilva

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.