Trabalho De Filosofia e Sociologia

E.E. Castro Alves

Natal RN

Tema Livre: Mãe Terra e a “Ovelha Negra”

Minha mãe; sua mãe; mãe dele; mãe dela; nossa mãe; mãe de todos. Sim isso mesmo eu estou falando da Terra, a mesma que nos deu a vida, nos criou, nos deu de comer e beber, e também moradia. Todos nos seja mamíferos, peixes, repteis, aves, crustáceos, plantas, inseto e até mesmo os microrganismos fomos concebidos da mesma mãe. E cada um serviu ao seu proposito ajudando uns aos outros.

Porém a Terra decidiu dar um presente a um deles, e o escolhido foi uma especie de primatas chamados de Humanos, os mesmos receberam como presente a inteligencia, que era superior a de todos os outros seres da terra, eles teriam que ser desde já guardiões da existência dos seres. Todavia o humano decidi usar a inteligencia exclusivamente para si, assim acarretando numa desordem do modo natural das coisas.

Com a utilização da inteligencia o ser humano construiu reinados e impérios expulsando assim os animais de suas casas e utilizou da escravização e exploração tanto de outros animais como de outros humanos. Entretanto podemos especular que a cada 72.600 humanos, 1 era sensato. Foi aí que a Terra percebeu que havia esperança e, então para esses poucos escolhidos ela decidiu dar um presente ainda mais precioso do que a inteligencia chamado sabedoria.

Com a sabedoria surgiu-se assim os denominados Sábios ou Filósofos, estes que buscavam o simples equilíbrios das coisas, ensinaram a alguns outros humanos sobre a Filosofia e a simples compreensão das duvidas e clarezas que ela nos faz perceber.

Mas infelizmente até os dias de hoje aquele egoismo humano ainda domina a mente das pessoas. E são essas pessoas que, entre todos os seus filhos, podemos chamar de “Ovelhas Negras”. Contudo eu ainda tenho esperança assim como a nossa mãe que, essa mentalidade repugnante ainda venha deixar as nossas cabeças.

(Obra feita por Moisés Braz Tomaz)

historia fictícia baseada na realidade

Like what you read? Give Moisés Braz a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.