Metrô de Moscou e o Socialismo

É engraçado ver a reação das pessoas quando perguntam: “Afinal o que tem de legal pra ver na Rússia?” e a minha resposta é: “O Metrô de Moscou!”.

Afinal, que diabos tem este metrô para ser visita obrigatória?

Inaugurado em 1935, um presente de Joseph Stalin para o povo russo, trazia a mensagem de como o Partido Comunista estava melhorando suas vidas. De fato a construção é monstruosa. Segundo a Wikipedia são 12 linhas, com 194 estações sendo o sexto maior do mundo. Quem vai a passeio não precisa se preocupar tanto, afinal a linha vermelha é a que passa por todos os pontos que você provavelmente quer conhecer.

(Isso também não significa que você não vai se perder pra caramba tentando entender as placas da estação em círilico)

Komsomolskaya — Комсомольская. Linha vermelha

Um fato inicial sobre a Rússia, tudo o que foi construído lá é grande. Parece que existe uma competiçao, principalmente com os Bálcas, para ver quem faz a construçao mais extravagante. (Perdeu Rússia, pois a Bulgária fez a catedral maior que a de vocês, e ainda deu o nome da principal rua de Moscou para ela, Alexandre Nevski, que foi um cara legalzão que discutirei em outro post). Após descer escadarias de 80 metros chega-se às estações. Cada uma é única, e dispõe de lustres enormes, pinturas, relevos e espelhos em cada parada mostrando o poder que o socialismo tivera anteriormente.

Descida até a linha vermelha — Aproximadamente 80 metros

Os mosaicos estão presentes bem como no interior das catedrais russas (que infelizmente não permitem fotografar), são resquícios da arte bizantina que acabou sendo inserida na religião Ortodoxa

Mural em uma das paredes na Linha Vermelha

Em várias estações você vai encontrar esculturas, cada uma com sua história. Uma das mais famosas é o soldado com cachorro de bronze. Reza a lenda que passar a mão no focinho do cão, faz com que você possa retornar à Rússia.

Obviamente como boa farofeira, apertei o fuço do cachorro

E por último, quem curte teorias de conspiração sabe que a Russia é o país perfeito para tropeçar nelas. Há quem diga que existe uma linha secreta que liga o Kremlin até a Universidade Estatal de Moscou, e outros pontos de importancia federal, incluindo postos da KGB.

A linha também é descrita no livro Inverno dos Mundos, de Ken Follet. Acabei encontrando mais fontes pela internet com todo o tipo de informação. A mais comum é que esta linha foi um ponto crucial para a circulação de espiões durante a Segunda Guerra Mundial. É conhecido como Metro-2, e atualmente funciona para a evacuação de líderes em caso de ataques nuclear.

Mas fique tranquilo! Desde que você não saia desesperadamente pela malha ferroviária procurando laboratórios secretos da KGB, o metrô de Moscou ainda assim vai te surpreender!

Kievskaya — Киевская — Linha Marrom
Mayakovskaya — маяковская — Linha Verde Escura