Dizem que todos os animais se parecem com seus donos, acho que a cada um dos meus gatos parece uma parte de mim. 
Hoje a casa está cheia de visitas que não conhecemos 
E nós estamos todos agitados

Tanto eu como os gatos nos escondemos pelos quartos, e comer é difícil porque nossos potes de ração estão perto das visitas.

Minha mãe tenta pegar um gato mais manso pra mostrar pras visitas, tenta me pegar no caminho pra cozinha pra me fazer cumprimentar cada pessoa. Nós fugimos.

No quarto de visitas vazio, a Sekhmet fica camuflada entre as roupas escuras, ela caça bem, limpa os outros gatos, é silenciosa e enfrenta os cachorros da rua. Quase nunca pede carinho, mas aceita quando dou. Não fica no colo e não admite sentir-se presa.

O Marvin no outro canto da cama arregala os olhos quando vê alguém, ele sempre foge, mas se você pegar um momento em que ele esteja cansado e relaxado ele deixa fazer carinho, e ronrona. Até mesmo no colo. 
Meu pai acha que ele sofreu um trauma no veterinário e por isso fica ansioso com pessoas. Meu pai se sente culpado por isso também.

O Thor está em cima da estante, ele derrubou no chão dois quadros e ocupou o lugar deles. 
Quando me viu soltou um miado demorado. 
Ele olha como quem sabe do seu poder, e exige adoração. E recebe, sempre. Ele é o único que gosta de sair de casa.

A Chun Li sai na frente pra saber quem são as visitas, é quase hiperativa. Rouba comida dos outros, sobre na mesa, cheira tudo, quer saber tudo. 
É curiosa, simpática e ativa. 
Todo mundo fica encantado com a pelagem cinza que ela tem. As pessoas costumam gostar especialmente dela.

A Arya sempre se esconde. 
Ela não liga pra comida, e se você tentar pegá-la ela provavelmente vai fugir. 
O olhar dela nunca para, é como se ela estivesse sempre tentando entender alguma coisa. 
E ela sempre aparece de rabo alto quando estou sozinha, no banheiro ou no quarto, ela aparece. E sobe, na cama ou em mim. 
E ronrona.

Talvez ela seja a que mais se parece comigo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.