“Não sobrecarreguem seus corações pensando no melhor caminho. Pode ser que as trilhas nas quais cada um de vocês deve pisar já estejam diante de seus pés, embora talvez não consigam enxergá-las.” (Galadriel)

Iniciei o ano de 2017 terminando de ler a saga O Senhor dos Anéis, e Galadriel me deu o melhor conselho que alguém poderia dar.

O ano passado foi um ano de muitos planejamentos e poucas realizações. Muitas coisas fogem do nosso controle. Muitas coisas não dependem de nós para que ocorram. Outras não ocorrem pela nossa incapacidade de realizá-las. E, convenhamos, nada é tão decepcionante quanto ver os planos ruindo. Ficar com aquela sensação de um ano inteiro perdido. De que as coisas dão certo para todos, menos para você. De que o ano poderia ter acabado em Junho mesmo.

Galadriel não deu somente um conselho em forma de abraço. Deu um puxão de orelha de pai, pois descobri que sou egoísta. Me decepciono tanto com as coisas que não deram certo, pois meu pensamento está direcionado somente nas minhas próprias realizações. Não sobrecarregar o coração pensando no melhor caminho, é também abandonar a preocupação egoísta da própria vida, e deixar Deus assumir. É deixar Ele controlar. Não estamos no topo da montanha para entendermos os caminhos e trilhas pelas quais caminhamos. E não, não vai haver respostas para todas as perguntas dos aventureiros ao líder da trilha. Confiança. Sim, é uma relação de “Eu acredito — você assume”. É deixar Deus assumir, e consequentemente pensar menos em nós. É tirar o olho do nosso umbigo (e aqui leia-se mundinho) e olhar nos olhos das outras pessoas, viver suas alegrias e tristezas, confiando que Ele, está fazendo o melhor por nós. Mesmo que não seja o que entendemos por ‘melhor’.

Penso na jornada de um cristão, como a jornada de Frodo e Sam. O caminho é árduo, difícil, e a vontade de desistir as vezes assola de forma pesada. Mas sabemos o final da história. Sabemos que o Um Anel já está derrotado. Que Gandalf, mesmo nem sempre presente, está sempre cuidando de nós. Sabemos que a vitória é certa. E talvez essa seja a diferença primordial entre nossas histórias, pois Frodo e Sam não sabiam o fim. Nós, leitores, sabemos. E o fim é a glória. Enquanto penso em tudo isso, lembro que em Mateus 6:34, Jesus disse: “Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.”

E isso é não sobrecarregar o coração.

Se 2017 eu posso fazer um planejamento, é esse: Pensar menos em mim. Não chafurdar nas coisas que deram errado. Pois pra cada coisa que deu errado, milhares de coisas boas, como um abraço, um sorriso, um compartilhar de açaí vieram pra somar.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated NickGerke’s story.