Balanço geral

Pensei em várias formas inteligentes e criativas de retomar a escrita. Tentei me inspirar nos meus amigos, nos filmes recentes que assisti, nas músicas que tenho ouvido, nas coisas que tenho vivido e até no que apenas penso em viver em um futuro próximo…. A verdade é que não encontrei uma forma, então resolvi fazer um balanço geral do ano mais recente da minha vida — e quando digo balanço, não citarei pessoas nem ocasiões específicas, mas pequenas e grandes coisas que concluí, vivi, senti etc. 
Não é nada muito aprofundado, mas é sincero e só uma forma de começar (ou, recomeçar).

Vamos lá:

  • Quanto mais velha eu fico, mais me dou conta de que não preciso ser amiga de todas as pessoas que conheço ou convivo, mas posso me dar bem mesmo com quem não desejo aprofundar uma relação. Não é um sinal de arrogância mas de ser verdadeiro e ter respeito com os meus sentimentos e os das pessoas. Coleguismo é diferente de amizade mas é tão positivo quanto. Ser um bom colega é um sinônimo de respeito.
  • O que é luxo pra mim pode não ser pra outros. O que é luxo pra outros pode não ser pra mim.
  • Apesar das pessoas pedirem para sermos sinceras com elas, nem todas estão preparadas pra isso…
  • Quando você tem tantas demandas que te impedem de dar atenção àquilo que te preenche, você realmente se sente vazio… e nem sempre percebe isso.
  • Chorar não resolve muita coisa, mas resolve algumas coisas.
  • Cada ano que passa eu me torno mais consciente dos meus defeitos e das minhas qualidades.
  • Fazer coisas sozinha às vezes é melhor do que simplesmente esperar ter alguma companhia para faze-la.
  • Nem sempre suas decisões irão agradar quem você ama… mas tem coisas que você precisa fazer!
  • Minha mãe faz cada vez mais falta. Cada ano que passa. E já se foram 13 anos.
  • Algumas pessoas podem ser tão tóxicas que podem fazer com que você fique contra alguém sem que você perceba. Sim, todos somos influenciáveis… mas precisamos pensar por conta própria.
  • Trabalhar é preciso e ganhar experiência nunca é demais… mesmo que você quebre a cara e saia com alguns arranhões.
  • Gratidão pode ser demonstrada de várias formas… uma delas é através da lealdade.
  • Trabalhar com o que se ama é uma experiência ótima, mas nem sempre rende ($) o que você precisa. :-/

Isso não é tudo mas é muita coisa… apesar desse ano ter começado com uma premissa muito diferente tanto pra mim quanto pras pessoas com quem convivo, parece que todos estão esperando sobreviver ao invés de viver.

Nunca sabemos o quanto podemos amadurecer até fazermos um balanço de tudo que passamos ou vivemos.

Particularmente, não esperar nada é uma boa forma de esperar.