A falta de planejamento na juventude publicitária

Antes de começar, justifico a objetividade do texto de forma simples: adaptei de um podcast de no máximo 2 minutos que não saiu da minha cabeça em áudio, mas em formato de texto.

Planejar é anteceder ameaças, estudar o passado, o presente e principalmente o futuro. É ele que vai ditar o caminho. Ter uma visão holística e saber que o individual influencia demais em toda e qualquer ação é essencial.

Depois de entrar em uma agência, percebi que a busca do mercado é focada em profissionais com duas diferentes caraterísticas: a flexibilidade para atuar em diferentes posições, o que não é nada novo (já que o poder de adaptação e conhecimento técnico é cobrado há anos — alô, Toyotismo?); e, principalmente, senso de urgência.

Durante três anos, fiz um curso técnico de publicidade. Há um ano e meio, faço marketing e consigo contar nos dedos da mão os profissionais que eu, que não sou formada e nem dona de empresa, gostaria que trabalhassem comigo.

“Mas publicidade é festa, violão, tatuagem, pizza e criatividade”

Sim, é (quase) isso! Ainda não tenho nenhuma tatuagem, não como pizza com frequência (infelizmente), não toco violão e não me considero uma pessoa extremamente criativa, mas gosto de festa. É possível, acredite.

Mas eu acrescentaria outros termos para essa profissão/profissional: estratégia, organização, conhecimento, análise, rapidez, adaptação e senso de urgência.

Encontrar pessoas que cursam publicidade e comunicação em geral é bem simples. Mas encontrar publicitários e mercadólogos interessados e aptos a estudar diariamente é bem difícil.

“A publicidade é o novo curso de administração”. Quando escutei isso pela primeira vez, em meados de 2011, fiquei brava. Mas não discordo completamente.

Um dos principais desafios que eu aponto para a atual juventude (estou nessa também) é vencer a falta de senso de urgência. Que mania mais chata de reclamar de falta de tempo, de deixar pra fazer tudo amanhã, de não estar preparado para possíveis perguntas, conversas, apresentações e para o mercado. A falta de capacidade de fazer uma pesquisa decente, de passar da primeira página do Google e LER, comparar dados e pesquisar em campo.

Precisamos saber que existe uma grande diferença entre falta de tempo e falta de planejamento. Você precisa se antecipar ou… bom, o emprego dos sonhos não vai cair do céu, né mon amour?

Show your support

Clapping shows how much you appreciated monteiroviick’s story.