12 filmes que todo bibliotecário deve assistir antes de morrer

Bibliotecários nos filmes e na tv não são novidade [Librarians in the movies é provavelmente a lista hollywoodiana mais completa sobre a aparição de bibliotecários e bibliotecas no cinema].

Eu quis fazer uma compilação de filmes que todo bibliotecário deveria assistir, filmes que devem fazer parte da formação do profissional, mais do que uma mera identificação visual com a profissão. Por exemplo, a bibliotecária da “Múmia” é famosa. Mas ela não representa um constructo da biblioteconomia, ao contrário de um filme como o Nome da Rosa.

Ou seja, não se trata da aparição dos bibliotecários ou bibliotecas, somente. É ver um filme como Idiocracy para pensar sobre o mundo sem conhecimento, assistir Fahrenheit e pensar sobre o mundo sem livros, ver Desk Set e pensar em um mundo sem organização dos documentos, ver Cosmos e pensar na produção dos registros do conhecimento e etc. E através dessas representações nos filmes, compreender o papel do bibliotecário no mundo.

Aqui estão alguns filmes (ou séries ou similares, muitos baseados em livros homônimos) que, contendo bibliotecários ou não como personagens, são imprescindíveis para a formação intelectual do profissional bibliotecário:

Fahrenheit 451 — IMDB, Torrent

O Nome da Rosa — IMDB, Torrent

The machine that made us — IMDB, Torrent

Desk Set — IMDB, Torrent

Storm Center — IMDB, Torrent

Cosmos — parte sobre a Biblioteca de Alexandria — IMDB, Torrent

Rayward sobre Paul Otlet — Torrent

O homem que queria classificar o mundo — IMDB, Torrent

Idiocracy — IMDB, Torrent

Party Girl — IMDB, Torrent

Agora — IMDB, Torrent

menção honrosa para outros filmes que representam bem a profissão: lista no IMDB

publicado primeiro no Bibliotecários Sem Fronteiras

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.