Dados, Informações, Conhecimento, Compreensão e Sabedoria

Embora nos campos de estudos computacionais estas definições sejam de ampla difusão, ainda é comum observarmos a confusão dos significados que compõem o título deste breve artigo. O texto a seguir tem como objetivo explicar, de maneira simplória e com exemplos, estes conceitos:

Dados

Dados são símbolos que representam propriedades de eventos e objetos. São muitas vezes demonstrados em forma crua, não possibilitando o entendimento do que se vê. Dados não tem significados além de sua existência. O Portal da Transparência, por exemplo, disponibiliza uma série de dados para consulta pública.

Informações

Informações, por outro lado, são frutos do processamento de dados, buscando obter mais utilidade. Da mesma maneira que dados, as informações também representam propriedades de objetos e eventos, porém, de uma forma mais compacta e útil. As informações respondem a perguntas de “quem”, “o quê”, “onde”e “quando”, como exemplo. De forma análoga ao exemplo acima, poderíamos receber dados de consultas a essas bases públicas, trazendo dados relevantes ao acesso à internet em escolas — chamados de informações.

Conhecimento

Já o conhecimento pode ser descrito como uma coleção de informações, com um mesmo objetivo (utilidade). O conhecimento, por si só, não permite inferência a mais conhecimento. É semelhante ao processo humano de memorizacão. A obtenção dos dados de acesso à internet não é suficiente para mostrar-nos quaisquer outras informações da infraestrutura escolar.

Compreensão

Também traduzida como entendimento, a compreensão é um processo cognitivo-analítico. Trata-se do processo de transformar um conhecimento prévio em nova informação ou até em novo conhecimento. Em paralelo aos processos cognitivos, o processo de compreensão envolve aprendizado e não apenas memorização. Nem todos sistemas computacionais, então, são capazes de desenvolver compreensão. Para tal, será necessária uma característica que denominamos de Inteligência Artificial.

Sabedoria

Se todos os conceitos até o momento se relacionavam com o tempo passado e presente, a sabedoria extrapola essa barreira. Ela envolve conhecimentos não necessariamente embasados em dados, considerando, por exemplo, a moral e a ética. Vai além da compreensão por possibilitar tomadas de decisões entre o que é certo ou errado, bom ou ruim.

Sob esse aspecto, há grandes debates computacionais sobre a possibilidade — ou não — de qualquer máquina comportar este valor. Mas esse é um assunto para outro momento :)