Preciso falar com você

Peguei-me sorrindo diante do cachorro, quando ele, cheio de trejeitos, trouxe a bolinha. Havia acabado de lhe dar uma bronca por destruir a cama em que dorme e ele, prontamente, veio até mim com o brinquedo, como se pedisse para jogar. A “resposta”, ou, melhor, a reação dele à bronca, me despertou um sentimento bom.

E também me fez pensar que a forma como nos comunicamos é que é o combustível de nossas relações de afeto. A gente conversa, eu e o cachorro. Ele me avisa com um latido fraco quando faz suas necessidades no local certo e eu respondo lhe dando um pouco de ração. Ele vem, quando o chamo, ele traz o brinquedo pra gente brincar. Se eu o mando parar (ou vir, ou subir, ou descer), ele para (ou vem, ou sobe, ou desce). Bem, quase sempre. E, no fim, eu sempre tenho essa sensação de que nós dois nos entendemos — e que amo ele por isso.

A comunicação é o meio pelo qual criamos relação e afeição com os outros.

Todo mundo quer ser ouvido por alguém. Todos nós gostamos dessa sensação de ter entendidas suas necessidades, vontades, desejos. Quando a gente encontra alguém que ouve, de verdade, cria-se uma relação, que pode ser de amor, de amizade, de coleguismo, enfim, uma relação de qualquer tipo, mas que será de qualidade. Não há nada tão danoso para uma relação do que falar e receber respostas prontas, automáticas (dica para as empresas de telemarketing), ou, pior, não receber resposta nenhuma.

O valor verdadeiro da comunicação, penso, reside na sincera disposição de ouvir, entender e retribuir. Demanda atenção completa, doação. A gente, na correria dos dias, vai deixando para depois aquela ligação, aquele e-mail não respondido, aquela mensagem que já ganhou dois tiques azuis. Se, para colocar essas conversas em dia, é necessário tempo e disposição, é uma tarefa dura equilibrar obrigações que só aumentam em um dia que sempre terá as mesmas 24 horas. Mas a recompensa é maravilhosa. Como o amor que desperta um amigo sincero quando ele lhe chama para brincar.

Esse é o Shaggy: "Quer brincar?"