Vereadores discutem gastos com Julifest e votam nove projetos de leis

Vereadores de Oposição preocupados com gastos do Julifest

Além da discussão e aprovação de nove Projetos de Lei, a Sessão Ordinária da Câmara, ocorrida na última segunda-feira (15/05), foi marcada por debates entre opositores e partidários da atual administração sobre gastos com Julifest, questão de vagas no Sine e saúde do município.

O vereador Leo Marques, primeiro a ocupar a tribuna, externou sua preocupação com um Projeto de Lei de autoria do Executivo responsável por criar comissão remunerada de servidores. Ele quer saber mais detalhes sobre os integrantes de tal comissão se efetivos ou apenas comissionados e o valor da gratificação paga.

Ele pediu mais transparência em relação aos gastos com as bandas do Julifest, principalmente sobre os valores dos cachês e ainda quem vai arcar com as contas. O parlamentar contou estar aliviado com o retorno da distribuição das cestas básicas e que da lista de 20 medicamentos em falta, pelo menos 15 já estão disponíveis nos postos médicos.

O vereador Geraldo Mendanha externou sua preocupação com o excessivo número de ciclistas que trafegam pela cidade na contra mão. Ela sugeriu que os órgãos responsáveis pela fiscalização do trânsito façam campanhas educativas. Ele também sugeriu que as empresas de telefonia estudem a possibilidade de levar internet para os distritos e a zona rural.

A vereadora Rose da Saúde, como tem feito em todas as Sessões, pediu pela reconstrução da ponte do Cabral. Rose falou também das dificuldades com a transferência de pacientes da UPA para Belo Horizonte, devido à falta de leitos. Ela comentou sobre as denúncias em redes sociais de que vagas do Sine estão sendo direcionadas para amigos de funcionários do local. Rose pediu rigorosa apuração por parte da secretaria responsável.

A parlamentar questionou os gastos da Julifest com bandas caras e de renome, enquanto a prefeitura funciona em meio horário e corta almoço de servidores para conter gastos. Por fim, cobrou retorno para requerimento sobre para onde está sendo direcionado o dinheiro arrecadado com o parquímetro.

O vereador Dr Edson elogiou a criação do posto da Guarda Municipal na Praça da Estação, trazendo mais segurança para a cidade. Disse ter ficado otimista com a visita feita à Gerdau, com colegas parlamentares, para entender como são feitas as contratações e vai continuar trabalhando para que as empresas deem preferência para população de Itabirito no preenchimento das vagas.

Ultimo a falar, o vereador Arnaldo dos Santos externou sua preocupação com as denúncias em redes sociais com a questão das vagas do Sine. Ele defendeu a idoneidade do órgão e informou que a Câmara possui uma Comissão de Serviços Públicos, que está à disposição para apurar as denúncias como a supracitada.

Arnaldo falou do otimismo com a Julifest.e sobre a questão dos valores das contratações das bandas, adiantou que a Secretaria responsável vai esclarecer tudo para os vereadores de oposição.

A primeira parte da Sessão foi marcada pela apresentação de indicações como a colocação de poste de iluminação na rua Piranga no Córrego do Bação; solicitação de ronda da PM no bairro Santo Antônio; troca de lâmpadas de postes no bairro Colina II; limpeza e capina do córrego da Carioca; construção de posto médico no bairro Bom Sucesso.

Os parlamentares apresentaram também requerimentos como a solicitação dos contratos dos shows do Julifest; prestação de contas a respeito da arrecadação do parquímetro; encaminhamento de ofício à Serra Verde sobre retirada do circular no bairro Nossa Sra de Fátima e os extratos com os pagamentos feitos para as Associações Comunitárias 2016/2017;

Ao final da Sessão, os vereadores discutiram e votaram nove Projetos de Lei. Foram pedidos vistas para os de número 21, 22 e 23/2017, aprovados os de número 07,08, 15 e 24/2017 e os de número 01 e 09/2017 tiveram o parecer de redação final aprovado.