chega de mansinho.

em forma de um pensamento que leva pra longe. um dia que passa como se fosse um ano. distrações que não distraem. textos sem sentido. músicas que fazem muito sentido e que vão em forma de algum objeto pontudo que acerta a alma.

a dor ta ali, esperando novamente. esperando tocar aquela música, esperando aquela brisa, esperando o momento certo.

em um mundo paralelo talvez seja possível escolher sentir de uma vez, seja possível acabar logo com esse momento ruim. esse momento que lembro que é real. é real e não mais existe.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.