Dona gravidade: O cigarro acabou, as garrafas estão vazias e meu coração?

A melhor parte de entrar em relacionamentos é saber que alguma hora do seu dia você vai ser surpreendido com aquela mensagem no celular, ou aquele presentinho simples que vale muito pra você, aquele frio na barriga que vem quando está à espera de alguém que se ama. São esses elementos que tornam os relacionamentos interessantes e nos fazem lembrar que mesmo sendo duros e não demonstrando muito nossos sentimentos, essas pequenas coisas ainda nos fazem perder a gravidade. Oh, gravidade! Quem é você no sistema solar? O que são os planetas e as estrelas quando você não precisa de gravidade pra te lembrar onde você está? Quando o único motivo de permanecer por aqui está do seu lado segurando sua mão e sorrindo.

Mas a questão é: relacionamentos nem sempre duram, como nada nesse mundo dura pra sempre. Nada é eterno, e acho que nesse momento a tal da gravidade está rindo da minha cara agora e me perguntando quem sou eu no sistema solar. Ora senhora gravidade, depois de alguns tapas da realidade e algumas horas de reflexão você me fez lembrar quem eu realmente sou e se deixei que paixões me levassem às nuvens foi para saber que em uma hora ou outra eu cairia.

E cai. Como eu cai. Estava tão alto que não reconhecia mais como era a terra, o chão, a poeira, eram apenas nuvens, brisas chuvinhas de verão e o Sol me dizendo que eu estava pronto pra viver essa vida intensamente. Mas eu nunca imaginei que ao me apaixonar pelo Sol eu me queimaria da forma. Eu não nunca imaginei que aquela luz que de início me dera vida, me deixaria cego a ponto de viver dias na escuridão e achar que estava tudo bem.

É dona gravidade, quem diria que eu, essa nuvem de emoções um dia me renderia aos encantos de um dia quente e ensolarado. Quem diria que meu inverno constante um dia acabaria em insolações sentimentais. Meu erro foi achar que ao esquecer que não sei voar, minha queda de volta pra realidade não seria dolorosa e está tão perto do astro Rei, não me traria consequências.

Hoje os dias vão seguir ensolarados, mas por hora os cigarros acabaram, as garrafas estão espalhadas e vazias e o meu coração. Bem, meu coração já passou por várias estações, e agora o inverno está vindo mais forte, a solidão também, mas uma coisa que aprendi com o verão: um dia as tempestades virão e quando caírem é melhor que tenha um abrigo, porque inverno será mais forte que antes.