Existem pequenos oradores, ou pequenos discursos?

Por Nuno Veiga — CMO MTW Portugal e Fundador da ACE Academy

www.mtwportugal.pt

Já pensou que cada vez que fala com a sua equipa está a cometer o famoso delito de ‘Falar em Público’? É que às vezes, pensamos que só em cima de um palco, e à frente de uma audiência grandiosa é que se faz um ‘discurso’. Mas não. Todos os dias criamos uma reputação através da nossa forma de comunicar, verbal e não verbal. Todos os dias falamos em público e ninguém nos preparou para isso. Por isso, quando ‘alguém’ nos prepara para tal, o desafio é:

Como escolher o momento para o qual vamos investir o nosso precioso tempo a treinar, verdadeiramente? E se pensarem, num profissional que faça discursos ou apresentações com frequência, como é que sabemos qual o mais importante? Lembro-me de um cliente nosso que fazia oito discursos por dia. Oito! É humanamente impossível praticar cada um deles durante duas horas. Compreendemos. Mas nem oito nem oitenta.

Muitos escolhem o caminho supostamente mais fácil: Dar prioridade a públicos maiores e mais influentes, passando os outros para o plano do ‘improviso’. Isto é um grande erro. Porquê?

Porque um discurso ou uma apresentação medíocre, por mais curta que seja, ficará MAIS tempo na memória da sua audiência do que aquela única vez em que foi brilhante. E mais: Por muito bom que o orador seja, se o seu discurso for chato e vazio de conteúdo, a sua reputação passa automaticamente para a categoria dos oradores aborrecidos e que nos fizeram perder tempo a ouvi-lo. É isso que quer? Imaginei que não. Então o que fazer?

O sucesso dos nossos clientes é este: aprendem uma metodologia inovadora que se adapta a quem tem 10 minutos ou a quem em 10 dias para se preparar. Resultado? Prova superada e com distinção.

Tal como um chef de cozinha, que não serve um banquete extraordinário a um grupo de clientes, para depois oferecer uma fatia de pão pimbo com becel, a outro grupo que considera “menos importante”, também um profissional que se preze, irá cuidar da sua reputação comunicacional.

E para ser um bom orador, é fundamental ter a mesma atitude em relação a todas as audiências: que é como quem diz, “Vocês são importantes para mim e respeito o vosso precioso tempo, por isso preparei-me de forma a superar as vossas expectativas. E estou verdadeiramente grato pela oportunidade de estar aqui hoje!”.

Pense nisso: Todas as audiências do mundo inteiro querem a mesma coisas: Sentir ouvidas, valorizadas e respeitadas. Não queremos todos o mesmo?

Então, da próxima vez que fizer um discurso ou apresentação, lembre-se do que vai querer que a sua audiência sinta, diga e faça depois da sua apresentação. Prometo-lhe que o pior que pode acontecer, é estarem todos acordados até ao fim.


Conheça o novo programa “Learn to Listen and Respond With Purpose”, e saiba mais sobre os nossos Programas Exclusivos de:
New Media Training, Public Speaking to Managers, Presentation Training to IT TEAMS e Communicate to Influence your Team.

www.mtwportugal.pt | www.ace-academy.pt | +351 218 967 075

Siga-nos nas redes sociais: Facebook | LinkedIn | Twitter | Medium