Como treinar a habilidade da autoconfiança?

AUTOCONFIANÇA = habilidade de acreditar que você é capaz de realizar qualquer tarefa, independente das chances, dificuldades ou adversidades. Essa é definição de autoconfiança do Dr. Ivan Joseph, apresentada no TED Ryerson University em novembro de 2011.

Ele salienta a palavra “habilidade” porque acredita que a autoconfiança pode ser treinada, demonstrando assim que esse não é um atributo ou uma qualidade dadivosa pertencente somente a um grupo seleto de pessoas. Durante sua fala aprendemos meios pelos quais podemos desenvolver autoconfiança em nós mesmo e nos outros ao nosso redor.

#1. Repetição, repetição, repetição | Pratique, pratique, pratique!

Nós queremos ser autoconfiantes, mas nossa autoconfiança só pode ser treinada desde que a situação, habilidade ou tarefa seja nova para nós. Por exemplo, ao ser convidado para falar em público, treine primeiro no espelho, em seguida com familiares e amigos, pois quando chegar o momento no qual terá de se expor para mais pessoas estará seguro na sua fala.

A sua habilidade de treinar e praticar garantirá maior autoconfiança em tarefas que lhe são desafiadoras. Isso é especialmente importante quando a habilidade ou tarefa é nova para você.

Cuidado! O problema com a repetição é: quantos de nós desanimamos frente à primeira adversidade? Na palestra Dr. Joseph cita J. K. Rowling que recebeu 20 ‘nãos’ de editores antes de ter um que aceitasse o projeto do livro Harry Potter. Rejeite o fracasso como resposta e busque o ‘sim’ noutras fontes se necessário, numa atitude de perseverança.

Quantos de nós continuam a repetir depois de fracassar ou receber um ‘não’ como resposta? Será que a questão é uma mudança de estratégia ou abordagem em lugar de desistir?

#2. Mude a sua conversa interna

Sempre temos uma conversa interna negativa rodando dentro da nossa cabeça. E outro exemplo por ele citado, é que se você for aluno a conversa que soa em sua mente é “Professor, por favor, não pergunte para mim. Eu não sei a resposta”.

Já existem pessoas suficientes para dizer que não podemos fazer, e que não somos bons o bastante. Por que temos de dizer isso a nós mesmos? Por que temos de perpetuar uma conversa negativa sobre nós dentro da nossa cabeça, reforçando nossa “incapacidade”?

#3. Faça autoafirmações positivas

No TED Dr. Joseph cita a autoafirmação de Muhmmad Ali: “Eu sou o melhor!”. É importante que mudemos nossa conversa interna com nossas próprias autoafirmações, de maneira que elas nos engrandeçam e nos encorajem a construir nossa autoconfiança. Isso não se trata de falso orgulho, e sim nos seus momentos de silêncio reafirmar “Eu sou o capitão do meu barco, e mestre da minha fé” (Joseph, 2011).

#4. Fique longe de pessoas que irão te derrubar

Mantenha contato com pessoas que favoreçam seu crescimento e que tragam influencias positivas para sua vida. Amigos que sejam como sóis são um grande tesouro.

#5. Escreva uma “Carta de Autoconfiança”

Essa é uma ferramenta sugerida para momentos nos quais não estamos felizes como quem somos, onde e como estamos. Essa “Carta de Autoconfiança” é escrita para si mesmo, consiste numa lista de todas as coisas que fazem de você quem você é e das quais sente orgulho. É importante que escrever essa carta quando sentir-se bem a seu respeito.

Dr. Joseph recomenda que você a leia várias vezes, por um período de duas semanas, até passar a tempestade.

#6. Reforce em si mesmo e nos outros os comportamentos que deseja ver

Costumamos nos fixar nos erros e nas correções dos mesmos e das pessoas ao nosso redor. Todavia olhar para algo é depositar-lhe energia, fazendo-lhe crescer. Portanto elogie comportamentos positivos que deseja reforçar. E isso pode ser aplicado a diferentes contextos na educação dos filhos, escolas, grupos de estudo e esportes.

#7. Pessoas autoconfiantes interpretam comentários e pareceres da forma que elas escolhem

Isso é uma questão de como você lida com as situações e mensagens que recebe. Portanto, podemos adotar uma postura passiva frente às situações ou escolher formas mais ricas de interpretar feedbacks, de modo a ressignificar as mensagens e buscar outros comportamentos.

#8. Ninguém acreditará em você antes que você o faça. Acredite em você.

E como esse último conselho a fala é encerrada. É importante a percepção de que esse um caminho que se constrói todos os dias, pouco a pouco, passo a passo, e não de uma hora para outra. Podem-se levar dias, meses ou anos para desenvolvermos autoconfiança, especialmente em cenários novos e que nos sejam desafiadores. Assim, quando a dúvida nos assaltar, que sejamos capazes de usar algumas dessas ferramentas de modo a tornar nossas vidas mais enriquecidas.

Encorajo você a reservar 15 minutos para o TED do Dr. Ivan Joseph.


por Regina Freitas

Bióloga e educadora. Acredita ser possível melhorar a qualidade da relação das pessoas consigo mesmas e com os recursos naturais e, em razão disso desenvolve atividades para tornar esse propósito uma realidade.