Foque nas perguntas certas e não na ansiedade das respostas “certas”

Posso dizer que minha vida mudou muito quando eu escutei a seguinte frase: “Aproveite o processo das coisas e não o resultado. O processo será a sua maior chance de crescimento e aprendizado.” E não é verdade? O resultado final, será o final. E quando chegarmos nele, vamos querer começar tudo de novo, porque sem sabermos direito, nós adoramos o processo, mas nos boicotamos querendo sempre chegar no final dele, achando que é esse o foco, que é o melhor de tudo.

Não é fácil controlar nossa ansiedade, vontade e desejo em saber como será o final das coisas. Nossa, como é difícil controlar!! Maaas, de nada adianta essa ansiedade doida, pois podemos ir até certo ponto, depois dele, nada podemos fazer, a não ser aceitar! É, o famoso “aceita que dói menos” é uma puta verdade. Dói aceitar, mas dói menos do que insistir em respostas que não estão prontas ainda para sabermos. Em vez disso, podemos focar nas perguntas certas. Aí que está a mágica.

Quando sabemos fazer as perguntas certas, talvez algumas respostas se adiantem e são reveladas para nós. Mas pense nessas perguntas, hein! Não é qualquer pergunta e na verdade, não gostamos muito delas, pois muitas vezes mexem muito com nossos egos e com nossos sentimentos mais guardados e temidos. Por isso, pense, reflita e pense de novo. A pergunta certa nem sempre é fácil de se fazer, mas quando chegamos nela, aquele resultado final se aproxima cada vez mais.

Fora isso tudo, existe o tempo das coisas, né?! Olha, esse tal tempo é algo difícil de lidar. Queremos tudo pra ontem. Queremos entender as razões dos acontecimentos em nossas vidas já, pra agora! E nem nos tocamos que talvez, aquele caso em questão, foi desenvolvido por nós mesmos durante anos e hoje estamos colhendo as ações feitas lá atrás. Aí, nos achamos no direito de querer entender tudo assim, fácil e sem esforço. Que injustiça com o universo, não?! “Não minha filha, você vai ter que ralar, aprender, refletir, se entender…aí talvez, eu (o universo) possa te ajudar com suas questões e entendimentos.” É, sinto que ele fala isso pra mim muitas vezes.

Pois é, viver não é fácil. Mas quem disse que seria? Então, bora focar nas perguntas certas, dar uma segurada na ansiedade e viver o processo. Ele será nosso melhor amigo.