Hipermito, a História das Grandes Guerras Santas

O Hipermito é a história da criação do universo de Cavaleiros do Zodíaco.

Por: Ronaldo Matos

O Hipermito é uma parte do (raro) livro de informações sobre Os Cavaleiros do Zodíaco chamado Cosmo Special publicado em 1988 (e revisado em 2001), além de algumas curiosidades sobre a série de mestre Kurumada, contava também com adesivos, jogos de tabuleiros e ilustrações. Pelo que sei, nunca houve publicação do Hipermito aqui no Brasil, o que é uma pena, pois ele apresenta fatos do universo de CDZ, que dão mais relevância para acontecimentos da série (mangás e anime).

O Hipermito

O Hipermito (A História das Grande Guerras Santas) é uma espécia de Bíblia que narra a criação do universo de CDZ até a Era Atual (animes e mangás), revelando detalhes que preenchiam lacunas deixadas na série e criando outras nunca respondidas.

Deveria ser leitura obrigatória para todos os fãs de Saint Seiya. Mas diante da não publicação do material em nosso país, só nos resta acompanhar algumas versões não oficiais traduzidas, que estão disponíveis na internet. A seguir tentarei colocar de forma resumida as informações mais importantes apresentadas na revista.

Era da Criação

O Universo dos defensores de Atena foi gerado pelo Big Bang que também criou a Suprema Virtude (o nono sentido), expandindo feixes de luz que formaram as estrelas e planetas e deram forma ao cosmo. Foi nesse período que surgiram o solo, o céu e os oceanos, e logo depois, surgiu a vida na imagem e semelhança da Suprema Virtude (os humanos).

Como era o mundo antes do Big Bang? Nenhum ser posterior ao Big Bang sabe como responder, mas de acordo com o Hipermito o gatilho da criação está ligada a Cronos. Não está muito claro, mas acredito que esteja se referindo ao deus do tempo eterno e imortal, segundo os conceitos da teogonia órfica, que era um conjunto de crenças e práticas religiosas gregas.

Era dos Deuses

Zeus (Arte: LamReyes)

A humanidade tornou numerosa e alguns deles, começaram a despertar sentidos superiores aos cinco básicos. Sendo que três humanos despertaram o nono sentido tornando-se deuses, eram eles ZEUS, POSEIDON E HADES.

A trindade dividiu o Universo, ficando Zeus com a Terra e o céu; Poseidon com os oceanos e Hades com o mundo inferior. Com o passar do tempo, outros humanos também atingiram o nono sentido e deram origens a diversos mitos e religiões, isto explica o sincretismo religioso da série que apresenta deuses “não gregos” como Odin, Aria e Anúbis.

Após o nascimento de Atena, Zeus lhe confiou a guarda da Terra e ele se retirou para os céus, criando o que talvez seja o maior mistério do Hipermito: Porque Zeus se afastou? Ele voltará? Quando? Para onde foi? Vai voltar?

Após a ausência de Zeus outros deuses também desapareceram, contudo houveram aqueles que viram uma oportunidade para tomar o poder da Terra e assim dominar os seres humanos, este foi o estopim para as Guerras Santas.

Guerras Santas

A primeira Guerra Santa iniciou após Poseidon reunir sete guerreiros (Generais Marinas) para tomar a Terra de Atena. Os Generais de Poseidon, eram protegidos por armaduras de escamas poderosíssimas, feitas de um metal raro chamado de oricaltco.

Para confrontar Poseidon, Atena encomendou a alquimistas do continente de Lemúria, oitenta e oito armaduras feitas do mesmo metal misturado com o metal estrelar gamânio. As armaduras foram divididas em três categorias, ouro, prata e bronze. Além destas, ainda existiram mais quatro armaduras especiais, uma delas é a de Cabeleira de Berenice.

As violentas lutas entre os Cavaleiros e os Marinas ocorreram em Atlântida, provocando maremotos que inundaram todo o planeta, sendo que apenas Noé, sua família e diversos animais salvaram-se protegidos numa grande arca. Ao final do terrível combate, Atena saiu vitoriosa, Atlântida foi destruída afundando no mar.

Blue Warriors (Arte: LamReyes)

A alma de Poseidon e dos Marinas foram seladas e enviadas ao Graad Azul na Sibéria, onde alguns Cavaleiros foram colocados para vigiar o selo. Posteriormente eles renunciariam a condição de Cavaleiros de Atena e se auto-intitularam Guerreiros Azuis (Blue Warriors). Guerreiro estes que são apresentados na saga Guerreiros do Gelo, lançado só em mangá, ocorrida após os eventos da saga do Santuário, no anime ela foi substituída pela Saga de Asgard e eles não apareceram.

Sete gerações após a primeira Guerra Santa, Atena ergueu na Grécia seu Santuário, junto com mais 12 casas, uma para cada Cavaleiro de Ouro.

Era do Caos

Neste período ocorreu a batalha mais sangrentas de todos os tempos. Atena enfrentou uma raça de gigantes de origem desconhecida, os Gigas. Durante o confronto, o continente de Lemúria afundou no oceano, levando consigo muitas armaduras de Atena.

O povo de Lemúria era o único que sabia as técnicas de restauração de armaduras. Na série é mostrado que seus descendentes, ainda são os únicos com esta habilidades (Shion, Mu, Kiki, Yuzuriha, Hakurei e Sage).

Mu e Yuzuriha

Neste período o Deus da Guerra Ares (Não confundir com o Ares do anime, que na verdade deveria se chamar Arles “Cavaleiro de Prata de Altar”) aparece com seus guerreiros Berserkers. Com o apoio de Hades, Ares tenta derrotar Atena, entretanto, o Cavaleiro de Libra recebe permissão da deusa para usar suas armas e dar fim na batalha. Ao final, Ares já derrotado, foge e se esconde no mundo dos mortos, ficando sob a proteção do Imperador Hades.

Era dos Humanos

Certa vez, um cavaleiro descobriu uma ilha repleta de resto de armaduras, este local era o ultimo fragmento de Lemúria, agora era conhecida como a Ilha da Rainha da Morte.

Ikki de Fênix

Aqueles que não conseguiam se tornar Cavaleiros, iam para a ilha utilizar algumas imitações de armaduras conhecidas como as Armaduras Negras. Elas eram desaprovadas por Atena, principalmente porque seus donos tinham interesses egoístas. Eles também iam tentar vestir a única armadura legítima da ilha, a armadura de Fênix, sendo que Ikki, foi o primeiro a utilizá-la. A ilha foi selada com a utilização de uma máscara colocada num cavaleiro extremamente forte, assim, os Cavaleiros Negros só poderiam sair da ilha se destruíssem a máscara.

Foi neste período que aconteceu a Guerra Santa do Século XVIII, história contada em Next Dimension e Lost Canvas. É importante descatar que o mangá de Lost Canvas só foi lançado em 2006, nele é apresentado detalhes sobre a Guerra Santa do Século XVI, o Hipermito não fala sobre ela, já que foi lançado antes. Além disto, numa decisão controversa e polêmica, Kumarada acabou por classificar Lost Canvas como um Spin-Off.

Qual o Cavaleiro de Ouro mais poderoso ?

Este é um dos temas mais polêmicos envolvendo o universo dos Cavaleiros do Zodíaco, então, antes de revelar quem é o Cavaleiro de Ouro Mais Poderoso precisamos elencar alguns fatos sobre os personagens.

Guerra dos Mil Dias

Todo fã de Cavaleiros do Zodíaco, conhece a expressão “Guerra dos Mil Dias” na qual narra a situação hipotética de dois Cavaleiros de Ouro se enfrentando. Reza a lenda que tendo poderes equivalentes eles iriam se gladiar por mil dias e a luta terminaria sem um vencedor. Segundo a hipótese da Guerra dos Mil Dias, ao final da batalha ou ela terminaria em um empate técnico, ou os dois cavaleiros estariam mortos, NUNCA HAVERIA UM VENCEDOR.

Ocorre que nas diversas mídias de CDZ, nenhuma batalha entre Cavaleiros de Ouro chegou a durar mais de um dia. De fato, a expressão é mais uma metáfora sobre como a combinação de poderes dos lutadores se equivalem e provavelmente a luta só acabaria com um deles desistindo ou ambos morrendo. De fato não existe um (entre os doze) Cavaleiro de Ouro mais poderoso que o outro, existem apenas diferenças entre suas habilidades ligadas ao proposito de sua existência.

Por isto o Cavaleiros de Virgem é dito “o mais próximos de Deus” (expansão do cosmo), Gêmeos e Libra possuem golpes mais destrutivos, Leão tem mais habilidade de luta, Sagitário tem mais bravura e por ai vai… No final todos se equivalem de algum modo.

Conheça o Cavaleiros de Ouro mais poderoso?

Péra! Tu não acabou de dizer que não existem dentre os 12 Cavaleiros de Ouro um mais poderoso que os demais? SIM, DENTRE OS 12 CAVALEIROS REALMENTE NÃO EXISTE, mas há um décimo terceiro Cavaleiro de Ouro e este sim é SUPERIOR a todos os outros.

O Lendário 13º Cavaleiro de Ouro

Cavaleiro de Ouro de Serpentário

O Cavaleiro de Ouro de Serpentário, que utilizava a armadura de Ofiúco foi recentemente apresentado em Saint Seiya Next Dimension e incorporado a mitologia do Hipermito, sendo ele, o Lendário 13º Cavaleiro de Ouro.

Ainda não se tem muita informação sobre o personagem, mas sabe-se que seu Templo ficava entre as casas de Escorpião e Sagitário, e ele era o mais benevolente, sábio, forte e heroico de todos os 13 Cavaleiros de Ouro. Tinha inclusive a capacidade de curar pessoas feridas e doentes.

Cavaleiro de Ouro de Serpentário

Por conta destas habilidades o Cavaleiro de Ouro de Serpentário chegou a ser considerado um deus, até que finalmente ele próprio se declarar um Deus. Provocando assim a ira dos deuses que lhe expulsaram do santuário e apagaram todos os vestígios de sua existência, mas ao que tudo indica retornará, podendo ser vilão ou um forte aliado. (Não tô acompanhando o mangá, então pode ser que ele já tenha se revelado)

Especula-se que seu conceito é inspirados em Buda e Jesus, que foram homens que ligaram o humano ao divino e suas ações mudaram o mundo.

Algums Fontes: Cavzodiaco, Taizen Sant Seiya, Bob Nerd