25 de maio: um dia de muito orgulho

É maio. Para os nerds, isso pode significar mais do que comprar um presente para suas mães no segundo domingo do mês, já que dia 25 de maio é comemorado o Dia do Orgulho Nerd (ou Geek, para quem preferir).

Também chamado de Dia da Toalha, 25 de maio foi o dia escolhido pelos próprios nerds para homenagear Douglas Adams, autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias. Se você está se perguntando por que “dia da toalha”, a explicação é a seguinte: no livro de Adams, o protagonista, Arthur Dent, tenta se adaptar ao universo e utiliza uma toalha de diversas formas — não só como uma simples toalha — para ajuda-lo em sua jornada.

Algumas pessoas comemoram o dia se fantasiando de personagens de filmes, séries e animes. Outras postam, nas redes sociais, fotos com uma toalha ou simplesmente usam-na como acessório e saem às ruas. Para o estudante Matheus Juliotti Pequino, de 18 anos, o Dia do Orgulho Nerd é nada mais nada menos que um dia para se divertir e não ter vergonha dos seus gostos, mesmo que seja mal visto por parte de outras pessoas.

Estudantes em loja geek no bairro da Liberdade, São Paulo.

Vinicios Ruzza, de 26 anos, contou que o Dia do Orgulho Nerd é “um dia pra relembrar sobre os jogos de infância, falar dos jogos atuais, relembrar momentos dos animes que assistíamos nas horas do almoço e colar figurinhas”. Ruzza, que se considera um nerd do tipo “viciado”, disse, também, que acha “muito interessante que tenha um dia específico para mostrar e relembrar sobre esses assuntos nerds, ainda mais porque está cada vez mais difícil ver crianças e adolescentes nos dias de hoje que fiquem interessados em animes, videogames ou qualquer coisa referente à cultura nerd”.

De acordo com o site Hype Science, o Dia do Orgulho Nerd vai além da homenagem a Douglas Adams. Apesar de o dia 4 de maio ser o dia mundial de Star Wars, a série recebe outro tributo no dia 25 do mesmo mês, afinal, foi neste dia que o filme estreou nos cinemas e revolucionou o mundo nerd.

Matheus Pequino afirma que a série quebrou um padrão de filmes do estilo ficção científica que existiam na época e mostrava um universo mais “realista” da sociedade, diferente de outros que abordavam o tema com uma visão mais utópica. “Star Wars é um item obrigatório na lista de todos que se consideram nerds”, conclui.

Action figures em loja localizada no bairro da Liberdade, São Paulo.

Munique Rodrigues Fonseca