Relaxa!

Versão uruaçuense de uma montanha || Kalvyn à direita

Era manhã de quinta ou sexta-feira, dona Leila comentou sobre a atual geração. Lembro-me dela falar que nós queremos que tudo funcione rápido, uma galera que não é de insistir muito, caso não consiga resolver uma situação não interessante pela primeira vez. Entretanto, somos ágeis. Quando nos dedicamos a algo de interesse os frutos são colhidos rápido. Por outro lado, tal exigência pode desencadear uma “trupe” de sentimentos insuportáveis. A ansiedade desse pessoal é elevada 24 horas por dia. Acompanhada pelo ódio que às vezes é desnecessário.

Os dias que não sou ansioso são maravilhosos. Não fico impaciente. Não olho as horas a cada cinco minutos. Não me preocupo com coisas insignificantes. Vivo o momento, é uma paz indescritível. Aprecio o silêncio, o que é muito raro. Contraditoriamente agradável, gosto do meu momento de paz. Deveria até me esforçar para que adotasse esse estilo de vida, sereno e calmo. Tudo é uma questão de organizar o tempo. TIME IS MONEY! Esse método realmente funciona, experiência própria, mas não sei o que me faz não seguir essa maneira. O foco em relação a tudo aumenta, concluindo que uma coisa por vez passada pela cabeça, é melhor que várias.

Sábado de sol, ia acontecer um festival de música na instituição de ensino. Dois professores, um casal, cantaram uma autoria dos Titãs. Não conhecia, porém depois daquela apresentação adotei como uma das minhas favoritas.

Nem 5 minutos guardados dentro de cada cigarro. — Titãs

O tempo gasto para fumar um ou vários cigarros é considerado, para alguns indivíduos, essencial. Digo não pelo vício, mas sim pelo simples fato de parar de fazer todas as outras coisas que o cotidiano nos obriga a fazer. Um tempo só com você com o objetivo de desestressar, como estalar o pescoço. Isso é tão verídico que também se é aplicável não só aos dependentes em nicotina, mas também aos meros livres desse mal. O tal de Soares não fuma. Os cinco minutos sozinho dele são no banheiro, batendo aquele cagão. O único lugar que ninguém vai incomoda-lo, onde a liberdade de não pensar em nada é real.

Tal obra prima fez me lembrar dessa trégua. Da necessidade que todos têm, entretanto poucos admitem que careçam de relaxar. O que é um absurdo, as pessoas não cultivam a própria paz. Se esforce para visitar lugares que te faz bem, um lugar que dê pra ver nitidamente as estrelas e aquele misterioso rastro branco no céu kkkkkkk ❤

Ninguém é de ferro, parceiro. O cotidiano nos cansa e por que negar isso? Se permita a isso. Dê razão a algumas músicas, resgate suas forças e sinta bem que eu vou ficando por aqui, andando só no sossego, sem muita pressa, relaxando a mente, se não estresso!