Gorilas e o Efeito Borboleta

A notícia do gorila morto após a queda de uma criança em sua área isolada rodou os noticiários recentemente.

A internet, mais do que prontamente, julgou o caso e tomou as medidas necessárias: mais de 2.000 pessoas assinaram uma petição no site Change.org criticando o Departamento de Polícia de Cincinnati e o zoológico por abaterem o animal e pedindo que os pais da criança fossem “responsabilizados por suas ações de não supervisionar seu filho”.

Vocês já tentaram cuidar de uma criança?

Crianças são lindas, pequenos anjos que você vigia e são capazes de iniciar um incêndio na menor das distrações. É impossível estar atento a todos os movimentos delas, ainda mais em um local como zoológicos, onde toda a curiosidade por animais que nunca viram aflora.

Zoológicos obviamente não são o melhor ambiente para animais selvagens. Apesar disso eles existem e não podemos mudar esse fato, pelo menos não tão rapidamente quanto gostaríamos, mas isso é outra história. Então precisamos conviver com o fato que, sim, estes animais estão próximos a nós.

Enfim, essa criança caiu na área isolada do gorila e para salvá-lo decidiram que o melhor a ser feito era sacrificar o animal, apesar do desfecho, acredito que o que nos assusta nesse caso não é a falta de supervisão de adultos com suas crianças ou animais em zoológicos.

O que nos assusta nesse episódio é que ele nos lembra que por mais que tentemos a todo momento, por mais que nos empenhemos para sempre fazer o melhor, acidentes acontecem.

Fazemos planos, traçamos rotas, imaginamos diálogos, criamos roteiros e ainda assim, por diversos fatores, tudo pode dar errado.

É pavoroso pensar nisso não é mesmo? Lembrar que não temos poder sobre nada e que uma sequência de acontecimentos aleatórios pode nos afetar de maneiras que não imaginaríamos possíveis.

Encarar fatos como este é lembrar que tudo está fora do nosso controle.

“O bater de asas de uma borboleta pode influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez causar um tufão do outro lado do mundo.”

A queda de uma criança na área isolada de um animal no zoológico pode levar um gorila à morte.