Parceria em comunicação: quando e como iniciá-la

O planejamento de comunicação, seja em relações públicas, marketing ou em outras áreas, costuma estar na pauta dos principais executivos das empresas. No entanto, é comum as organizações não darem a atenção necessária ao processo de contratação desses fornecedores. Como consequência, não é criada uma parceria sólida e efetiva, o que dificulta a conquista dos resultados esperados.

Para compreender os motivos que levam a isso, é necessário conhecer os desafios que os clientes enfrentam antes mesmo do processo de contratação de um parceiro em comunicação. Portanto, os executivos devem avaliar 3 pontos-chave e definir se é o momento de estabelecer uma parceria nessa área.

Eu preciso de um parceiro de comunicação?

Esta pergunta é um sinal de que a empresa entende a relevância de uma agência de comunicação para o negócio. E para descobrir se a resposta é positiva ou não, é necessário analisar os seguintes pontos:

  • A estrutura interna da empresa atende a todas as especialidades de comunicação necessárias?
  • O departamento responsável pela comunicação tem as respostas e recursos para atender às demandas?
  • A presença da empresa nos meios de comunicação está de acordo com as metas e possui tom positivo e estratégico?
  • A comunicação com diferentes públicos é clara, coerente e objetiva?

Se houve dúvida ou insatisfação em relação a algum desses itens, um parceiro de comunicação deve ser contratado.

Que tipo de parceiro minha empresa precisa?

Diferentes fatores devem ser considerados antes da escolha de uma agência de comunicação. Neste caso, os executivos da empresa precisam ter respostas para os seguintes questionamentos:

  • Qual a minha demanda e qual a frequência dela?
  • Qual o meu orçamento?
  • Qual a minha expectativa com o trabalho do meu parceiro?
  • Que tipo de cuidados eu devo tomar ao contratar um parceiro?

A partir daí, o cliente pode buscar as agências que considera adequadas para uma concorrência.

Como deve ser conduzida a contratação do parceiro?

Esse processo começa geralmente com uma concorrência. Assim, os executivos devem se preparar encontrando respostas para as seguintes perguntas:

  • Quais as regras da organização para concorrências?
  • O que as agências de comunicação devem entregar na proposta?
  • O meu briefing está correto?
  • Quando será a reunião de apresentação do briefing?
  • Quando será a reunião para apresentação das propostas?
  • Qual o prazo para avaliação das propostas e para a resposta a todos os concorrentes?

Depois da avaliação, é hora de traçar um plano para conduzir a comunicação da organização internamente e com eficiência ou então contratar um parceiro externo que atenda as expectativas e ajude a empresa a alcançar seus objetivos.

Aqui no blog, continuaremos passando recomendações sobre como encaminhar esse processo de maneira estratégica para consolidar uma parceria de sucesso. Se quiser mais detalhes sobre o trabalho da Mútua, entre em contato com a gente!