felicidade tem seu preço

e isso foi uma coisa que comprovei hoje, um desses dias em que você acorda e têm tudo que sempre quis e, subitamente, percebe que hora ou outra vai acabar. você foi o mais perto da felicidade plena (com alguns picos de qual-sentimento-é-esse-que-de-tão-forte-não-criaram-um-nome) e a coisa mais inalcançavelmente alcançável que pude ter, e me fez ver que a chave pra ser uma pessoa completa pode estar bem ao seu lado, não necessitando de vestibular, faculdade ou um site de encontros. hoje, quando acordei e me vi sem nada faltando, doeu em mim saber que felicidade é um mau costume, porque a partir do momento que você a tem, acaba pondo tudo a perder. doeu saber que você vai se esquecer de mim algum dia, que não vou ter uma importância-presente (importância-passado não é suficiente pra uma garota tão egoísta como eu) e que alguém vai ser pra você o que eu não consegui ser. ver você falar de como eu era o que estava procurando, de que não viu isso em mais ninguém me causou uma visão de um futuro talvez não tão distante onde deixo de ser Tudo que Você Sempre Quis e viro simples e dolorosamente a pessoa onde você não conseguiu encontrar nada daquilo que desejava. por isso, apesar de você ser tão parecido com o que chamam de alma gêmea, no fundo do meu coração desejo que não seja a última pessoa que vou amar, porque se você me deixar, não vou ter quem me ampare e quem me convença de que tem um mundo todo afora que eu ainda não desvendei.