Preparação com planejamento, é possível.

Para quem está se preparando para enfrentar concursos públicos, resolvi dar algumas dicas fundamentais:

1º_ Planejamento é a base de tudo. Mas lembre-se planejar sem foco pode funcionar inversamente proporcional. Planejar requer disciplina, estímulos e auto poder de organização. E a princípio esqueça o computador por alguns momentos, use papel e caneta nas primeiras etapas. Construa seu mapa de estudo e o mapa mental. Escreva no seu planejamento os objetivos a serem alcançados e não esqueça de especificar o tempo determinado ao seu objetivo.

2º_ Não é recomendável atirar para todos os lados. Decida qual concurso mas se adequa a sua perspectiva e aos seus objetivos traçados. lembre-se do filme: “Alice no país da Maravilha” quando o gato pergunta a Alice.

Alice: Poderia me ajudar; por favor, que caminho que devo tomar para sair daqui?

Gato: Para onde você quer ir?

Alice: Eu não sei, tanto faz. Quero apenas sair daqui.

Gato: Bem, para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho Serve.

Muitas pessoas não sabem onde estão muito menos para onde está indo. Isto é sofrer de síndrome de Alice. É normal a falta de autoconhecimento e ausência de objetivo nestas pessoas.

3º Perseverança é a palavra chave. O caminho não é fácil. Também não é fácil sair da zona de conforto. Não é na primeira queda que devemos desistir. Veja os “vitoriosos”, e saiba que não foi fácil, os dias e as noites empenhados em seus objetivos. é importante salientar que neste caminho por vezes árduo, não há espaço para preguiça e acomodação, é preciso ir em direção ao propósito definido desde o início, etapa por etapa.

Quem foi que disse que estudar estrategicamente é fácil, e as vezes nem prazeroso é para maioria, mas é fundamental para alcançar objetivos específicos.

Perseverança pode se tornar hábito

4º_ Disciplina é algo difícil para que é acostumado a protelar, mas é essencial. Sem disciplina não há motivação, nem ao menos senso de organização. Em resumo, a motivação é tentar encontrar aquela vontade de fazer as coisas. Disciplina é fazer mesmo se não se tem vontade. Para muitas pessoas cumprir regras é um tormento, neste caso impor disciplina naquilo que está se propondo a fazer pode ser uma tortura. mas é bom ressaltar que sem disciplina: “A vaca vai para o brejo”

“Sem disciplina, até o talento mais extraordinário será perdido, desperdiçado ao longo da vida.

Sem disciplina, ninguém consegue fazer nem metade do que seria capaz, se a cultivasse.

Observe a cadeia produtiva das formigas: Diferente de algumas pessoas que só trabalham quando são forçadas, a formiga continua sua tarefa mesmo quando ninguém está observando. Diferente daqueles que preferem dormir do que trabalhar, a formiga está continuamente ativa.

Do filme vida de insetos

5º Estratégia é uma palavra com origem no termo grego strategia, que significa plano, método, manobras ou estratagemas usados para alcançar um objetivo ou resultado específico.

Os concurseiros tem sempre aquelas matérias preferidas — as que ele mais sabe — e as “odiadas” — aquelas que considera mais difíceis. O interessante é que, mesmo sabendo que a prova cobrará todas elas, o aluno termina estudando mais as que mais sabe e deixando para trás as outras. O plano de estudo ajuda a corrigir essa tendência e até a invertê-la: o ideal é dedicar mais tempo ao que menos se sabe e resolver muitas provas de concursos passados, observando seu quadro de matérias e horários pré- estabelecidos.

O estudo dinâmico ajuda a superar as distrações e, para isso, a resolução de exercícios, com consulta, logo após a leitura da teoria faz com que o candidato compreenda melhor os conteúdos, perceba detalhes e inicie a fixação.

As reprovações que são comuns no caminho dos concurseiros não podem ser vistas como fracassos, mas também devem funcionar como uma oportunidade para o candidato rever suas estratégias e ajustar a preparação. É importante lembrar que depois de conquistada a vaga, ninguém mais se lembrará de quantas batalhas foram travadas; apenas da vitória final!

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.