Instalando o apache e o php no Mac

Olá pessoal.

Neste artigo explicarei o que é necessário para instalar e/ou ativar os recursos Apache e o PHP no Mac com sistema operacional El Captain. Vamos lá então.

O sistema operacional El Captain da Apple já vem com o Apache e o PHP pré-instalados, assim como nas versões anteriores também. Mas se tentarmos testá-lo, veremos que não funciona a princípio.

Vejamos … abra o seu navegador e no campo de endereço digite “localhost”. Algo como a tela abaixo aparecerá.

Captura de Tela 2016-08-29 às 12.39.57

Figura 1 — Teste para verificar se o apache está funcionando.

Pois bem, como desconfiávamos, realmente o Apache não está rodando. Mas como fazê-lo funcionar então?

O primeiro passo que devemos fazer é acessar o terminar e digitar a seguinte linha de comando:

sudo apachectl start

Perceba que a instrução apachectl é precedida pelo comando sudo, ou seja, você precisará ter acesso a nível de administrador para ativar o Apache. Veja a imagem abaixo:

Captura de Tela 2016-08-29 às 12.53.16

Figura 2 — Inicializando o Apache.

Depois de fornecida a senha, o apache será então iniciado. Mas será que agora está funcionando? Vamos testar novamente.

Captura de Tela 2016-08-29 às 12.55.20

Figura 3 — Novo teste de funcionamento do Apache.

Sucesso!!! Agora sim o apache está funcionando no nosso sistema. Agora vamos fazer alguns ajustes para que possamos deixar preparado o nosso ambiente de trabalho.

Inicialmente vamos criar uma pasta na nossa conta que será utilizada para colocarmos todos os nossos projetos que serão desenvolvidos. Chamaremos esta pasta de Sites.

sites

Figura 4 — Criação da pasta Sites.

Observe que ao criarmos a pasta Sites, o Mac definiu um ícone padrão para ela. O que permite fazermos uma identificação visual mais adequada.

Agora, precisamos indicar ao Apache que esta será a pasta que ele deve considerar como raiz das páginas Web no nosso computador.

Vamos fazer isso, inicialmente editando o arquivo “usuário.conf” que está na pasta /etc/apache2/users. Faça assim…

Abra o terminal e digite os comandos,

cd /etc/apache2/users/
sudo atom usuário.conf

Veja a imagem.

terminal1

Figura 5 — Edição do arquivo seu-nome.conf.

Na Figura 5.1, podemos ver o comando que devemos utilizar para nos deslocarmos até a pasta onde ficam os arquivos de configurações dos usuários. Observe que no caso da imagem, existem dois arquivos: o Guest.conf e o fernando.conf. Estes arquivos estão como proprietários o usuário root — Figura 5.3. No meu caso, vou editar o arquivo fernando.conf — Figura 5.2.

Devido ao fato do dono do arquivo ser o usuário root, para que eu possa alterar o arquivo, faz-se necessário que utilizemos o comando sudo na hora de editarmos o arquivo. Então temos que informar a nossa senha pessoal — Figura 5.5.

Aqui estou utilizando o editor Atom — Figura 5.4. Mas você pode utilizar qualquer outro editor de sua preferência.

fernando_conf_—__private_etc_apache2_users

Figura 6 — Ajustes no arquivo seu-nome.conf.

Faça os ajustes necessários para que o arquivo fique com as instruções iguais às da Figura 6. Não se esqueça de alterar o nome do usuário — em destaque — para o seu, se for necessário.

Salve o arquivo e feche o editor.

Agora precisamos editar o arquivo de configuração do Apache. No terminal digite os comandos da Figura 7.

terminal2

Figura 7 — Editando o arquivo httpd.conf.

O comando cd .. (Figura 7.a) serve para voltarmos para o diretório anterior. O arquivo que iremos mexer é o httpd.conf (Figura 7.b).

Como no caso anterior, vamos editar o arquivo utilizando o seu editor preferido. Aqui estou utilizando o Atom. Não se esquecendo de iniciar com o comando sudo. Forneça a sua senha para poder alterar o arquivo.

Localize as linhas que dizem User e Group. No meu caso são as linhas 181 e 182, Figura 8, respectivamente.

http.conf1

Figura 8 — Configurando o usuário e grupo no httpd.conf.

Altere-as conforme as informações da Figura 9. Não se esqueça de que no nome do usuário, você deve colocar o seu.

http.conf2

Figura 9 — Definindo o nome do usuário e do grupo no httpd.conf.

Vamos agora dizer para o Apache onde estarão armazenadas as páginas dos nossos trabalhos. Procure no arquivo httpd.conf pela linha que tem o parâmetro DocumentRoot e mude o seu valor conforme as Figuras 10 e 11.

No meu caso, este parâmetro estava na linha 236 do arquivo com o seguinte valor…

documentroot1

Figura 10 — Valor original do parâmetro DocumentRoot.

Altere para o seguinte valor…

documentroot2

Figura 11 — Alteração do parâmetro DocumentRoot.

Estamos quase terminando. Agora localize a parte onde indicam quais módulos serão carregados pelo Apache. Verifique se as linhas abaixo estão descomentadas.

Para descomentar as linhas, basta tirar o caracter “#” que está no início de cada um dos parâmetros abaixo.

LoadModule userdir_module libexec/apache2/mod_userdir.so 
LoadModule rewrite_module libexec/apache2/mod_rewrite.so
LoadModule php5_module libexec/apache2/libphp5.so
Include /private/etc/apache2/extra/httpd-userdir.conf

Salve o arquivo e feche-o.

Faltam apenas mais dois passos para terminarmos para que tenhamos o Apache e o PHP funcionando na nossa máquina. Vamos lá.

Agora vamos editar o arquivo /etc/apache2/extra/httpd-userdir.conf.

Localize a entrada igual a linha 16 da Figura 12 e descomente-a. Salve e feche o arquivo.

httpd_conf_3

Figura 12 — Ajustando o arquivo httpd-userdir.conf.

Por último, no terminal, reinicie o Apache para que ele reconheça todas as mudanças que fizemos. Para isto, digite:

sudo apachectl restart

Pronto!!!

Agora é só testar.


Originally published at alphaDev.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Nando Salles’s story.