Que deem um jeito que eu já não aguento mais o desejo ou o embaraço que a saudade faz às 01h42 no meio da semana no dia que brindamos com chá ao bom sexo que podemos pagar e aos amores que não saberíamos calcular e mesmo que soubéssemos nem o saldo no banco ou o limite do cartão de crédito dariam conta dessa disritmia quando te vejo indo na direção contrária da força gravitacional do buraco negro que é esse sentimento só pra se salvar desse meu coração onde o tempo para e o espaço deixa de existir quando você passa por mim e eu te encontro como quem se entrega à chuva no meio da tarde de um desses dias quentes como os que fazem na minha cidade natal na casa da minha mãe onde sempre tem café e eu me lembro de quando você chegava à cozinha com o cabelo e a cara amassados e um sorriso torto e ai então eu juro que você só pode ser uma daquelas coisas que até deus duvida ou o diabo a quatro. O amor é um apocalipse acabando com o meu coração.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.