Moça dos olhos azuis.

Você, moça dos olhos azuis, conheci numa época em que você mesma disse que estava um caos. Uma bagunça. E mesmo assim eu quis ficar. Você sempre se cobrou bastante e se julgou na mesma proporção. Até hoje.

Mas sempre lhe vi de forma diferente. Uma visão de fora e talvez até romanceada. Sempre vi suas qualidades a frente de seus defeitos.

Sempre gentil. De toque sutil. Carinhosa em doses moderadas. Inteligente e esforçada. De abraço e cheiro gostoso. Jeito quieto e observador.

Você tem uma forma toda manhosa sempre que acorda ou quando sente dor. Gosta de cuidado mas também sabe cuidar.

Moça do ótimo gosto musical além de saber também tocar. Seus dedos dedilhando os instrumentos sempre adorei olhar.

Sua voz rouca e calma. E quando cantando é de encantar. Não importa o que eu esteja fazendo, eu sempre parava para escutar.

Suas camisas de super-heróis. Seu cabelo ao estilo Jim Morrison. Sua coleção de HQs, todos os detalhes eu gravo.

Mas menina, olha só. Qualquer dia eu espero que passe esse efeito de sempre te ver com olhos para continuar a te amar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.