Eu tive a oportunidade de matar meu assassino

Mas eu não o fiz
Eu estava com a faca na mão
Meus pulsos sangrando
O fogo ia se alastrando
Não sabia que viveria por um triz

Eu não sabia se era a psicopata ou a vítima
Só sabia que a raiva me continha
Presa no armário, gritando por socorro
Com o pensamento de que “hoje eu morro”

Eu lutei pela vida
Até o último momento
Desde os meus gritos
Até o alto silêncio

Eu tive a oportunidade de matar meu assassino
Mas eu não o fiz
Não sabia que nasceria outra vez
Não imaginava que viveria por um triz.


(baseado em uma história real contada no Investigação Discovery)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.