[shortfic] She’s Not Me — Parte I

Prólogo

08/05/2011

- Eu não tenho escolha! — ele gritou.

- Claro que você tem, Zayn, é só dizer não! — gritei de volta. Ele tem escolha, ele só precisa dizer não. — Se você… — apertei os olhos, tinha que continuar falando, eu precisava. — Se você realmente me ama você vai dizer não.

O silêncio dele foi doloroso e as lagrimas pelo meu rosto se tornaram amargas.

- Você merece alguém melhor do que eu, Maddie. — ele disse olhando para o chão, mas sua voz era dura, como se de repente ele tivesse ficado vazio.

- Zayn, por favor… — cheguei perto dele e ergui sua cabeça para que ele olhasse para mim. Havia dor em seus olhos e eles me diziam o contrario de suas palavras. Ele piscou forte tentando parar as lágrimas e eu apenas o encarei. Zayn sempre fora muito bom em saber como eu me sentia e naquele momento ele me leu por inteira. A dor. O amor. A raiva. O medo. A súplica. Ele sabia exatamente o que dizer.

- Eu não te amo, Madison. — dessa vez sustentou meu olhar. Eu sabia que era mentira, eu sabia que ele só queria que eu desistisse dele, e ainda assim, alguma coisa se quebrou dentro de mim. Minhas suspeitas eram de que havia sido meu coração.


She doesn’t love you like I do
She doesn’t have my name
However she tries to act like it
She’ll never be the same

08/05/2014

“Hoje, justo hoje, fazem três anos desde que você me deixou. A impressão de que o tempo passou rápido é só isso, uma mera impressão, porque na verdade os dias passaram lentamente, me arrastando por uma imensidão de dor. Foram 1095 dias e em nenhum deles eu deixei de chorar antes de dormir, de tentar me convencer de que suas palavras naquele dia haviam sido mentira ou de me torturar por vê-lo com outra. Apesar de tudo isso, muita coisa mudou. Eu mudei. Prometi a mim mesma que essa seria a ultima carta, eu mereço mais, não mereço Zayn? Você mesmo quem me disse isso. É, eu não esqueci aquelas ultimas palavras, como esquecer?

Sabe, dentre as mudanças que ocorreram, as maiores foram depois do seu noivado. Aquilo foi como um botão pressionado na minha vida. Você tinha noivado e não era comigo. Todos os planos que um dia fizemos, todos os sonhos, você agora está fazendo com ela, sonhando com ela.

Eu aceitei me mudar para o Brasil, recomecei a faculdade aqui, arranjei um novo emprego e pra ser mais exata, encontrei o lugar a que realmente pertenço. Apesar da distância, a dor nunca me abandonou. Queria te dizer tanta coisa, queria que você soubesse de tudo o que aconteceu comigo depois que vim para cá, pois foi quando cheguei aqui que eu realmente voltei a viver. Talvez eu ainda estivesse com as feridas abertas (talvez algumas ainda estejam), mas eu percebi que precisava seguir em frente. Era o que você estava fazendo.

Engraçado como a vida as vezes é cruel. Estava indo tão bem, até que ontem você apareceu no meu apartamento. Pensei que era um bandido, pior, era o herói que eu nunca poderia ter. Tivemos a recaída. Sexo e sentimentos que tomaram conta de cada metro quadrado desse quarto. Mas agora acabou.

Hoje é a minha despedida, o meu adeus. O que aconteceu nesse quarto deve ficar aqui e só aqui. Não vai se repetir. Olhar você dormindo ao meu lado é como um sonho se realizando, mas eu sei que assim que seus olhos estiverem abertos tudo vai voltar a ser como antes. Dor. Arrependimento. Tristeza. Raiva. Porque você diz que simplesmente não pode dizer “não” as imposições que a carreira faz na sua vida. Não que eu acredite nisso. Por isso decidi, vou te deixar no passado de uma vez por todas. O que o futuro me reserva eu não sei, mas independente do que seja, você não estará nele. E isso não significa que o meu amor por você acabou. Pelo contrário, isso significa que estou te deixando livre, te perdoando, tirando todo o peso e culpa que eu sei que carrega por ter me magoado. Eu te amo tanto, que estou te deixando ir.

Só espero que você saiba que ela não te ama como eu. Ninguém te ama como eu. E ninguém nunca vai.

Adeus, Zayn. De verdade. Adeus.”


But she’s new and she’s beautiful
You’ve never been in a fight
Yeah it’s awfully perfect now
But you just know deep inside
She’s not me

12/05/2011

Eu me levantei, as lágrimas já escorriam sem parar pelo meu rosto. Eu só queria fugir para um lugar onde tudo aquilo era mentira.

- Madison! — Minha mãe gritou ao me ver sair correndo pela porta.

Entrei no carro e acelerei assim que possível. Não conseguia pensar em nada além da noticia que havia passado na tevê. Zayn e alguma menina nova. Em uma festa. Aos beijos.

“Você é um idiota, sabia? Pois fique sabendo! O segundo maior de todos os imbecis do mundo, Zayn! Você é ridículo, canalha, não vale uma lágrima minha. E ainda assim, eu estou aqui derramando milhares delas por você, sabe porque? Porque em primeiro lugar no ranking dos imbecis, estou eu. A maior imbecil de todas, Madison Parker, a garota que mesmo após de ser dispensada porque “era necessário” para a sua carreira, continua aqui sofrendo.

Eu te odeio! Muito! Tanto!

Você não faz noção de como está me machucando, de como esta fazendo mal para mim ficar longe de você. E como se não fosse o suficiente você aparece com outra QUATRO DIAS depois de dizer que estava sendo obrigado a ficar solteiro por conta da sua imagem. Eu me pergunto se você não vinha me traindo, saindo com essa loira já há algum tempo. E só o ensaio dessa possibilidade me machuca tanto que fica difícil respirar. Aliás, tem sido difícil respirar desde o dia em que você me deixou, quando disse aquelas palavras, as quais não consigo nem repetir sem sentir vontade de deitar no chão em posição fetal e nunca mais levantar.

Deixa eu te contar onde estou, O Velho Coreto, isso te trás alguma lembrança? Porque, bom, trás muitas a mim! Nosso primeiro beijo, o pedido de namoro, ficar só matando o tempo, planejando o futuro. Foi lá que você me mostrou a musica que havia escrito pra mim. Lembra desse lugar? Onde tudo isso aconteceu? Estou sentada bem no meio dele, vendo o dia ir embora, deixando as lágrimas de dor caírem no mesmo lugar onde muitas de alegria ficaram. Teve também a nossa primeira briga, quando estávamos vindo para cá e você ficou com ciúmes de alguma coisa boba. Se eu disser que sinto falta até dos momentos ruins você vai acreditar?

Será que você e essa garota nova brigam muito? Nós não brigávamos tanto assim, mas era sempre um explosão de sentimentos e depois corríamos um para o outro pedindo desculpas. Agora? Agora é tudo perfeitamente horrível, te ver com outra em seus braços doeu mais do que o esperado, e olha que eu já esperava algo muito ruim. Dói saber que você está com ela. Dói saber que ela não sou eu. E eu sei que no fundo, você sabe disso tudo.”


Does she make you feel wanted like I did?
Make you feel like you’re the one thing that matters?

20/11/2009

- Eu já disse que gosto muito de você? — perguntei.

- Gosta muito de mim? — ele enfatizou a primeira palavra.

- Porque? O que você acha? — sorri sapeca.

- Eu, — ele se aproximou colocando as mãos em minha cintura. — acho que você não só gosta de mim, sabe?

- Sei? — provoquei.

- Tá me enrolando é? — ele apertou as mãos e colou nossos corpos.

- Tô? — continuei.

- Eu vou te mostrar!

- O que?

As palavras mal saíram da minha boca e a mesma já tinha sido tomada pelos lábios de Zayn. Eram lábios macios, hálito doce e sincronia perfeita. Nenhum beijo se comparava ao dele. Nenhum toque me incendiava tanto quanto suas mãos que estavam embaixo da minha blusa e passeavam pelas minhas costas. Nada no mundo me deixava tão feliz.

- E aí? — ele disse sem fôlego quando nos separamos.

- Acho que eu preciso de mais uns beijos pra saber. — disse séria.

Ele sorriu cúmplice e logo me tomou em seus braços novamente. A noite já havia caído, assim como a neve que começava a aparecer pela primeira vez naquele inverno. Nada foi planejado, mas foi tão perfeito que tudo parecia ter sido escrito e executado como um plano.

Zayn me deitou na cama sem cessar os beijos, as nossas mãos exploravam um ao outro, nossos corpos se moviam juntos e algum tempo depois nossas roupas foram parar do outro lado do quarto.

- Você…

- Tenho! — interrompi já sabendo qual pergunta ele faria. — Tenho, porque eu te amo!

- Eu também te amo, Maddie. — ele disse olhando em meus olhos e eu nunca vi algo tão lindo na minha vida. — Muito! — completou.

Aquela foi, sem duvidas, a noite mais feliz da minha vida.


You let her head rest on your chest
But when you close your eyes
You’ll be seeing my face again

You’ll be dreaming on places we went
And then you’ll wake up to find
That she’s not me

23/06/2011

- Maddie? — eu ouvi do outro lado da linha. — Não desliga Madison, por favor!

- O que você quer? — lutei para dizer enquanto tentava segurar o choro.

- Desculpa, me desculpa, eu não queria nada disso, mas não tive escolha. Me desculpa! — ele despejou e pude perceber que Zayn estava embriagado.

- São três horas da manhã, já faz mais de um mês que você me deixou e você com certeza bebeu álcool demais. De onde tirou que você tem o direito de me ligar assim, de um numero restrito, e fazer com que eu sofra ainda mais?

- Me desculpa! — ele repetia sem parar e dessa vez percebi mais do que a embriaguez, percebi o choro.

- Não, Zayn! Eu não te desculpo! — gritei de raiva e as lágrimas começaram a rolar ignorando todo o meu esforço para mante-las em meus olhos — Você me fez acreditar em nós e depois me troca pela carreira. Você mentiu para mim! Mentiu! Mentiu! Anos atrás nós tínhamos feito uma promessa, a única promessa que fizemos, de nunca magoar um ao outro e na primeira oportunidade o que você fez?

- Me perdoa!

- Pra que? Você vai largar essa loira, ignorar o que a Modest diz e voltar para mim?

- Eu não posso. — ele praticamente sussurrou.

- Você é um idiota! — Gritei entre o choro.

- Eu sei.

- Um canalha! Eu te odeio, Zayn!

- Não diz isso Maddie.

- Então volta pra mim! — pedi, mesmo que meu orgulho me dissesse para não fazer aquilo.

- Eu não posso, você sabe que…

- Que você não tem escolha? Você tem sim, e só de falar isso já está claro qual foi a escolha feita.

- Não é assim, você também não sabe o que eu estou passando. Todo o estresse, toda a correria e no final, quando eu deito a cabeça no travesseiro, são dos lugares em que costumávamos ir que eu sinto falta e quando fecho os olhos é você quem eu vejo. É você quem eu a…

- Nem termina, Zayn! E quer saber? Tomara que todos os dias você sonhe comigo, então acorde e tenha que encarar a garota ao seu lado se dando conta de que ela não sou eu. E tomara que isso doa muito, porque no momento é isso o que vocês está me fazendo sentir, dor.

Fim da chamada. Começo de um dia nublado com olhos inchados e lágrimas incansáveis.


One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.