“Sempre sorrio quando penso em você”

Já fiz isso tantas vezes que achei que estava louca. Numa noite senti que você dormia ao meu lado. Você afagava meu cabelo sentia sua mão na minha cintura me prendendo contra você. Acordei assustada pensando em como eu iria explicar a todos que você voltou depois de tanto tempo.
 De como você nunca foi.
 Sobre como conseguíamos estar esse tempo todo ligados um ao outro.
 
Das vezes em que me procurou eu estava pensando em você dias antes.
 Era como se minhas lembranças te chamassem na incerteza finita do tempo e espaço. E você vinha,sentia que me abraçava.
 De quando cogitamos de nos ver e sabíamos que daquele em dia em diante tudo podia mudar. Que nossos parceiros não entenderiam como depois de tanto tempo ainda nos amávamos. Que nosso beijo era o mesmo desde sempre. Para sempre nós.

Carol me perguntou se eu voltaria a andar de mãos dadas com você novamente e percebi que nunca senti que você havia as soltado.
 Quando você disse que se lembra de mim em cada conquista eu tenho que te dizer,querido eu vibro por você e penso em você um tanto a cada dia, ate hoje.
 Sinto sua falta.