Sinal vermelho.

[mónologo teatral e audiovisual: https://www.youtube.com/watch?v=ThalZEMmsEc ]

Olha, estou em situação de emergência. Sinal vermelho. Momento de estresse. Ah, chame do que quiser… e não, não estou de TPM, não estou naqueles dias. Estou apenas: gorda.

Sim, acima do peso, rolando escada abaixo, quicando ao invés de andar. Sem exageros! O caminhão do bujão de gás toca aquela sinfonia CAFONA do beethoven todos os dias para MIM, sabe aquela “tanãnãnãnãnã”, então, aposto.

Sabe quando você se mata de comer no natal, e aí você vai lá e enche a cara de chocolate na páscoa achando que aquilo tudo vai embora com uma semana tirando os carboidratos e tomando uns 5, 6… 10 comprimidos de laxante? Então, não. Ela acumula e te sacaneia e vai liberando as calorias aos pouquinhos até você se dar conta de que virou um globo terrestre.

A minha vida, é um eterno forró de raiz cheio de sanfona. Um vai e volta eterno de peso cheio de dobras. Se eu pelo menos conseguisse parar de ficar subindo e descendo na balança igual um cadáver de um afogado.

Mas, ai… se eu conseguisse abrir mão do álcool… ah, o álcool. Essa semana foram 5 unidades (não vou dizer a quantidade) só que por uma causa justa: está perto do dia dos namorados e eu tenho quem? Ninguém, claro. Por isso, saí para beber com a Júlia que queria me contar os últimos episódios do casamento dela. Você acredita que o marido encontrou um vibrador dentro d bolsa dela e quis terminar por ciúme? Ciúme de um pau de plástico, gente! Invejinha branca da Júlia, eu não tenho marido, não tenho filhos e MUITO MENOS tenho um mísero de um vibrador para compensar as mágoas. E eu nem ia me importar com as brigas de casal, elas sempre terminam em sexo mesmo. E olha, sexo anda fora do meu vocabulário desde o tempo em que plutão era planeta. Acho até que desaprendi. E mesmo que digam que é como andar de bicicleta, você já tentou andar de bicicleta depois de anos sem praticar? Você não sabe pra que lado vai, erra a ordem dos pedais, freia na hora errada, começa na hora errada e não aguenta nem 10 minutos sentada na mesma posição! É um desastre. Eu sou um desastre. E olha, já estava sem cigarro há um mês, UM MÊS, mas depois dessa conversa quero mais é que se exploda… Ei, você, tem um isqueiro aí?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.