Sinal vermelho.

[mónologo teatral e audiovisual: https://www.youtube.com/watch?v=ThalZEMmsEc ]

Olha, estou em situação de emergência. Sinal vermelho. Momento de estresse. Ah, chame do que quiser… e não, não estou de TPM, não estou naqueles dias. Estou apenas: gorda.

Sim, acima do peso, rolando escada abaixo, quicando ao invés de andar. Sem exageros! O caminhão do bujão de gás toca aquela sinfonia CAFONA do beethoven todos os dias para MIM, sabe aquela “tanãnãnãnãnã”, então, aposto.

Sabe quando você se mata de comer no natal, e aí você vai lá e enche a cara de chocolate na páscoa achando que aquilo tudo vai embora com uma semana tirando os carboidratos e tomando uns 5, 6… 10 comprimidos de laxante? Então, não. Ela acumula e te sacaneia e vai liberando as calorias aos pouquinhos até você se dar conta de que virou um globo terrestre.

A minha vida, é um eterno forró de raiz cheio de sanfona. Um vai e volta eterno de peso cheio de dobras. Se eu pelo menos conseguisse parar de ficar subindo e descendo na balança igual um cadáver de um afogado.

Mas, ai… se eu conseguisse abrir mão do álcool… ah, o álcool. Essa semana foram 5 unidades (não vou dizer a quantidade) só que por uma causa justa: está perto do dia dos namorados e eu tenho quem? Ninguém, claro. Por isso, saí para beber com a Júlia que queria me contar os últimos episódios do casamento dela. Você acredita que o marido encontrou um vibrador dentro d bolsa dela e quis terminar por ciúme? Ciúme de um pau de plástico, gente! Invejinha branca da Júlia, eu não tenho marido, não tenho filhos e MUITO MENOS tenho um mísero de um vibrador para compensar as mágoas. E eu nem ia me importar com as brigas de casal, elas sempre terminam em sexo mesmo. E olha, sexo anda fora do meu vocabulário desde o tempo em que plutão era planeta. Acho até que desaprendi. E mesmo que digam que é como andar de bicicleta, você já tentou andar de bicicleta depois de anos sem praticar? Você não sabe pra que lado vai, erra a ordem dos pedais, freia na hora errada, começa na hora errada e não aguenta nem 10 minutos sentada na mesma posição! É um desastre. Eu sou um desastre. E olha, já estava sem cigarro há um mês, UM MÊS, mas depois dessa conversa quero mais é que se exploda… Ei, você, tem um isqueiro aí?