Bel Pesce e o empreendedorismo de palco: porque a Menina do Vale não vale tanto assim
Izzy Nobre
3.3K375

Eu conheci a história dela em meados de 2012, através do livro “A menina do Vale”. Particularmente achei o livro muito mais de de auto-ajuda do que de empreendedorismo e com uma linguagem um tanto infantil; Entretanto só o fato de se dispor a escrever já é válido. Por outro lado, sou engenheira de SW e achei um tanto estranho o fato dela ter trabalhado nas grandes empresas, que são o objetivo da maioria das pessoas que trabalham com SW, e sair para fundar uma empresa abrindo mão do valor da venda… estranho e sem fundamento. Quero dizer com isso que já desconfiava que tinha algo muito estranho nisso tudo e até entendendo o fato de “camuflar” algumas informações em prol do grande negócio dela que é ser palestrante, diga-se de passagem, custa bem caro para assistir uma palestra dela.

Acho que a menina do vale se confundiu ao não deixar claro sua verdadeira experiência para se destacar em cima dos Brasileiros e esqueceu que hoje vivemos em um mundo onde a tecnologia permite comprovar tudo que somos e afirmamos ser.

Uma pena, porque ela realmente fez um grande feito, ser estagiária em grandes empresas (seja fácil de entrar porque é aluna de MIT ou não, já traz um ganho enorme para carreira), sem contar que ter 2 diplomas na MIT já por si só um grande feito. A Bel poderia trilhar o caminho comum de todos com clareza nas suas afirmações o que traria mais credibilidade para si e seria um exemplo melhor para todos.