Slow death of Snapchat

Esta semana vimos a sentença de morte de mais um unicórnio do Vale do Silício. Com a nova atualização do Instagram em poucos meses acredito que a relevância do Snapchat (empresa que em 2015 valia cerca de 20 bilhões de dollares) vai deixar de ser tão grande.

Fantasminha camarada

Afinal o que tem de tão especial no Snapchat?

Para aqueles que não sabem ou nunca tiveram acesso ao app, ele foi o que costumo chamar de retrato mais fiel da sociedade imediatista na qual vivemos. Videos, mensagens e momentos são registrados por apenas 24h e depois deste período apagados para sempre da imensidão da internet.

Desde o seu lançado em setembro de 2011 o snapchat chamou a atenção pelas novidades que apresentava, porem só nos últimos 2 anos que se popularizou pois o app tinha uma imagem ruim frente o publico adulto devido ao alto estima de ser apenas uma forma de trocar trocar nudes.

Fato é que o app trouce coisas interessantes como stickrs animados e em 3d alem da aproximação do publico com determinadas celebridades (para desespero dos paparazzi agora você pode ver sua celebridade favorita sem maquiagem).

Outra quebra de paradigma importante foi no meio do marketing. Empresas estão usando pessoas de que tem relevância em um certo seguimento para direcionar seu marketing Ex: Pedir para a celebridades fitness para fazer propaganda de roupas, suplementos, academias e etc. Esse tipo de marketing se mostra muito efetivo.

Pouco depois do sucesso assombroso do snapchat, Mark Zuckerberg tentou compra-lo pelo valor de 3 bilhoes de dollares mas Evan Spiegel criador do app recusou a proposta.

Desde então o criador do facebook vinha tentando emplacar apps que pudessem bater de frente com Snapchat e parece que agora com a atualização do Instagram ele vai conseguir. Devido a níveis diferentes de exposição, acredito que dificilmente as pessoas tenham o mesmo número de seguidores no Snapchat que tem no Instagram. Esse será o motivo do fim deste aplicativo e nos proximos meses veremos uma onda migratória para de volta ao Instagram mesmo que este esteja deixando todo mundo desmotivado pelo excesso de propagandas.

É uma pena ver que assim como o Vine o nosso querido Snapchat esta caminhando para o ostracismo por falta de esportividade de alguém que simplesmente não gosta de concorrência.