this whole world is wild at heart

na tv lynch
na tv lula fortune
na tv desejo e angustia

a cena vai crescendo
a cena vai alargando 
algo dentro incendeia

na cena
O Intruso

nela o susto
nele o sexo

a mao dele deslisa 
bruta alisa 
no corpo dela
macio 
na sua pele em leite
entregue 
a esse desejo rude:

-a repulsa e a duvida.

ela
dedos palidos abrem rigidos
contra o medo 
essa urgencia quente
confusa 
gladiando e sendo vencidos

tensao 
nos labios quase juntos
esse gemido mudo da boca dela
a lingua sordida dele
ganham vida Na Tela

num subito 
o extase ceifado

a crueza do antagonista
é o desejo dela ebulindo 
irresistivel
bruto cessado

os pes no sapato vermelho
1 tiro no cranio menos sangraria
os pes vibrando os sapatos 
as maos no rosto 
o choro a lagrima

vil
ele ri
essa risada honesta de dentes abertos
ela chora um choro mirrado de boca solta
humilhada
violada sem ter sido 
necessariamente nao foi

[repare]

A Cena congela
encena em meu peito
encantos sombrios 
nao confesso 
nao os digo 
so no pensamento existem
so a mim atormentam

no sofa deitada
só camiseta-mickey e meia
doi acida a lingua
doi bruto o corpo
contorço lenta de um lado outro

no rosto essa insone doença
no estomago o remedio nao faz efeito
no olho: o filme
no olho: pensando: 
no teu olho
no filme

5 minutos na tv 
de violencia 
& volupia 
é essa culpa que amarga
é essa culpa que apaga
1 dia inteiro de tedio
da 
Indiferença 
1 refugio

no seio 
esse nao-poema delatante 
dilata
coraçao figado a pelvis

-agora

no termometro a febre
no corpo a dor
no peito a prece

que sintomas tao intensos
grotescos
seja resfriado ou morte

“just shockin’ sometimes when things aren’t the way you thought they were”