A falta de planejamento na juventude publicitária
monteiroviick
163

Mudaria o título para: A falta de planejamento da juventude

Isso não é mérito apenas do pessoal de publicidade. Estamos em uma era onde todos se acham únicos e especiais. E pra facilitar, acho que um pouco mais de didática não faz mal a ninguém: https://pt.wiktionary.org/wiki/hol%C3%ADstico

“Mas publicidade é festa, violão, tatuagem, pizza e criatividade”

Discordo. Isso é discurso de quem quer ser diferente. Mas só na embalagem. E teve pesquisa recente que deu o que falar. Agora tem até grupo no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1191260180894251/

Update: Vale ler também esse texto com um ponto de vista interessante em torno do assunto.

Já foi isso. Marketing e Comunicação antes de tudo são negócios. Negócios pressupõe serviços e produtos para gerar receita. E antes de gerar receita devem gerar resultados.

E quem de fato está preocupado em gerar resultados (para o cliente)?

O pensamento piramidal está com os dias contados. Inovação e disrupção dificilmente acontecem em ambientes com esse tipo de hierarquia.

Vale ler o livro Evolução do Ricardo Cavallini

Pra gerar resultados tudo parte da premissa do levantamento de hipóteses. Erros e acertos. Pesquisa e documentação.

Quem continuar com a mentalidade de funcionário nunca entenderá isso e nem outras estratégias.

E para isso tem que ter sangue nos zóio. Tem que se importar com o lugar onde se está e tem que se importar com o cliente. Isso se chama intraempreendedorismo.

E pra isso tem que mudar a mentalidade (mindset), o comportamento e inclusive estudá-lo (behaviorismo).

Muita gente não percebeu que o mercado mudou. A era do CTL está morrendo, startups estão em todo o canto e elas não tem grana mas tem trabalho a rodo pra distribuir.

Concordo contigo: tem que estudar, tem que ter foco, tem que ser multidisciplinar, sair do raso e ir ao fundo.

E principalmente: sair da teoria para a prática. Porque de gurus já estamos cheios.

Pra finalizar

Sinto falta de discussões aprofundadas e da molecada demonstrar o interesse. É a síndrome do textão.

Tudo não passa de um "Gostei, parabéns!".

Parece tão difícil mergulhar que a maioria prefere apenas "boiar".

Gostei do texto. Parabéns :D