Como escrever “melhor”— Parte 1: A Linguagem da Internet

Antes de me declarar o maior escritor vivo da Internet…

Antes de profetizar os segredos milenares que te tornarão um Camões digital…

E principalmente, antes que me julguem…

Preciso te dizer que eu não sei de nada. Mas isso não me tira o direito e dever de compartilhar as minhas breves experiências com outras pessoas.

A questão que quero abordar é simples. Na Internet as regras são outras e nem sempre elas serão as mais aceitáveis. Seguir ou ignorá-las é uma opção individual que rende um belo debate.

Mas vamos ao que importa para hoje: 7 Dicas matadoras para aumentar a legibilidade do seu texto na Web. Bora!

1. O Tamanho (do parágrafo) Importa

Quando você lê um livro, não é incomum encontrar parágrafos que preenchem uma folha completa.

Já na Internet, a lógica é completamente diferente.

Tudo é rápido demais e as distrações são infinitas. É quase impossível ler um parágrafo longo na tela de um monitor.

Por esse mesmo motivo, você pode ter reparado que muitas pessoas escrevem parágrafos curtos. O espaço negativo é importantíssimo.

E embora eu ache que muitas pessoas exageram nesse recurso, a escolha é simples: é melhor ser culto ou entregar o conteúdo para os seus leitores?

Eu fico com a segunda opção. Nenhum parágrafo deve ultrapassar as 4 linhas.


2. O Desenho dos Parágrafos Importa

Você sabia?

Pelo mesmo motivo do item anterior, o desenho que os parágrafos formam é importante.

É mais provável que uma pessoa continue lendo seu texto se ele seguir um formato triangular, começando com parágrafos pequenos e crescendo com o decorrer do texto.

Outra boa regra é evitar padrões repetitivos, variando o tamanho dos parágrafos.

Internamente, cada parágrafo também deve variar o tamanho das suas frases.

(Repare no tamanho dos parágrafos. 1, 2, 3, 2, 1. A construção das frases também muda constantemente)


Centopeia Humana. Não assista esse filme.

3. Mantenha tudo conectado

Manter as suas frases conectadas significa manter seu leitor preso à leitura.

Ao invés de disparar parágrafos desconexos, é sempre interessante que você passe uma ideia de continuidade.

Como?

Isso pode ser feito através de perguntas, curiosidade ou mesmo conjunções.

Mas tenha cuidado para não fazer seu texto parecer uma redação da quarta série. Varie entre as conjunções e utilize os recursos certos.

E não se esqueça. O que você quer priorizar no seu trabalho?

(Negritei o próprio recurso para deixar mais claro)


4. Seje Menas

Todo mundo gosta de se achar inteligente. Alguns corrigem os erros ortográficos alheios. Já outros preferem utilizar palavras intrinsecamente complicadas.

(Já outros preferem palavras complicadas)

Prefira a simplicidade (prefira o simples).

Remova o que for desnecessário (remova o desnecessário) e evite adjetivos . Você não precisa de três verbos na sua frase.

E embora esta seja uma dica para qualquer tipo de escrita, na Internet ela se faz ainda mais válida.

Mas lembre-se. Sinônimos não tem o mesmo significado. Ver, enxergar e observar são coisas bem diferentes.

Saiba o limite entre enxugar um texto e deixar ele pobre.


5. O Incorreto as vezes é melhor que o correto

Falar com o linguajar apropriado é essencial para criar ressonância com os seus leitores.

Citar Memes, falar errado, usar gírias. Tudo é permitido na Internet se estiver no contexto certo.

Já pensou se todas as páginas fossem como a da Prefeitura de Curitiba? Um inferno.

A regra é simples. Saiba com quem você está falando, sacou?


6. Seja o chatão do negrito

Sabe aquela pessoa que marcava o livro inteiro para estudar?

Pois seja essa pessoa. Marque as frases chave do seu texto para que seu leitor possa rastrear a leitura mais facilmente. Evite blocos de texto grandes e divida tudo através de títulos bem descritivos.

Muitas pessoas odeiam isso, mas em geral, é a técnica que mais facilita a leitura.

(Alerta: sso foi irônico. Marque seus negritos com consciência. )


7. Textão vs Textinho

Na Internet, é 8 ou 80.

A maioria das pessoas prefere textos curtos, mas estranhamente, os posts mais compartilhados são os longos e bem escritos.

Aqui as coisas são assim mesmo. Tudo é imprevisível. Siga todos esses passos e você irá falhar miseravelmente. Ou não.

Estes recursos podem ajudar na expressão das suas ideias, mas o cerne da questão é o conteúdo.

Você pode compensar qualquer artifício de internetês através de um post bem elaborado, sincero e interessante.

Não existem regras para escrever bem. A regra de ouro é simples. Qual a intenção do seu texto?

E, na dúvida, siga os mesmos recursos dos textos que você mais gosta de ler.

Ah, e seja você mesmo. É isso.


Texto da Madrugada — 29/08/2016

Tudo começou com um simples amor pela escrita. Eu queria me expressar. Achei que a melhor forma seria colocando tudo no papel.

E no começo eu falhei. Não conseguia dizer o que eu queria.

Não é uma questão de você não ter curtidas ou visualizações. A dor maior é não conseguir falar o que precisa ser dito. É você mesmo não conseguir gostar do que você escreve.

Superar essa barreira é responsabilidade individual de cada um. É uma jornada sem fim das mais prazerosas.

Compartilhar o que eu aprendi já estava faz tempo nos planos, mas também espero aprender ainda mais com vocês. Na próxima parte pretendo falar sobre assuntos, obrigado e até lá!

Ah, e me ajude com o seu ❤ ou deixando as suas próprias dicas!