Coluna do Cláudio Soares — 20/08/2018

Na coluna de hoje, as 10 aceleradoras que mais produzem startups de sucesso e muito mais.

Por Cláudio Soares

As 10 aceleradoras que mais produzem startups de sucesso

Entrar em um programa de aceleração definitivamente não é fácil. Para cada 7 mil inscrições, há, em média, 106 vagas disponíveis (1,5% de taxa de aprovação). Aceleradoras fornecem mentoria e capital em troca de retorno financeiro, oferecem um espaço de trabalho, dão consultoria sobre produtos e serviços e atraem potenciais investidores para um demo day. Mas quais são as aceleradoras do mundo que mais formam startups de sucesso? Onde essas empresas estão e o que têm de diferente? Quantos “exits” (saída de uma startup para operar sozinha) elas promoveram? Alejandro Cremades, autor do best-seller The Art of Startup Fundraising, analisou os dados disponíveis no Crunchbase (plataforma que reúne dados sobre rodadas de investimento e investidores). Os resultados foram publicados na Forbes.

  1. Y Combinator, de Mountain View, Califórnia (EUA).
  2. 500 Startups, de Mountain View, Califórnia (EUA).
  3. Techstars, de Boulder, Colorado (EUA).
  4. Plug and Play Tech Center, de Sunnyvale, Califórnia, EUA.
  5. MassChallenge, Boston, Massachusetts (EUA).
  6. SOSV, de Princeton, New Jersey, EUA.
  7. Startupbootcamp, de Londres, Reino Unido.
  8. Internet Initiatives Development Fund (IIDF), de Moscou, Rússia.
  9. Wayra, de Slough, Buckinghamshire (Reino Unido).
  10. Start-Up Chile, de Santiago, Chile.

(Fonte: Forbes e Época Negócios)

Aceleradora brasileira é selecionada para o programa Google Developers Launchpad

Time da ACE, que agora está mais próximo do Google e de sua estrutura no Vale do Silício (Foto/Divulgação)

A ACE se tornou a única fomentadora nacional de negócios inovadores a ser selecionada como parceira do Google Developers Launchpad, programa que busca ajudar startups a construírem e escalarem suas soluções em ecossistemas distantes do Vale do Silício, o berço do Google, mas ainda assim com grande potencial. Criado em 2013, o Launchpad Accelerator Global chegou ao Brasil, à Índia e à Indonésia dois anos depois. A aceleração já está presente em mais de 40 países e apoiou 135 negócios.

Além da ACE, outras aceleradoras “powered by Google Developers Launchpad” são Corporacion Ventures (Colômbia), Banj (Porto Rico), Venture Garden Group (Nigéria), Startit Center Beograd (Sérvia), The Nest I/O (Paquistão), Digitaraya (Indonésia) e Start Up Village (Filipinas). No Brasil, nomes como Love Mondays, Nubank e QuintoAndar estão entre as startups que já participaram do programa. Criada há seis anos sob o nome Aceleratech, a ACE já acelerou 200 startups e obteve nove exits (vendas de negócios inovadores). (Fonte: Exame)

Sonho canadense

O “Dream2B Global Acceleration— Batch #4” selecionou oito startups brasileiras para sessões de aceleração no Canadá visando a internacionalização das empresas. O programa, organizado pela empresa Dream2B, possui parcerias com a Spark Centre, incubadora canadense de startups, o Consulado do Brasil em Vancouver, o Ministério de Comércio Exterior canadense e a Launch Academy. (Fonte: CanaTech)

Startup argentina procura brasileiros

A Real Trends, que oferece suporte para vendedores do Mercado Livre, vê seu maior mercado em terras brasileiras. São seis brasileiros na sua equipe de 35 funcionários. Número que tende a crescer, na visão do co-fundador Javier Goilenberg (@javigoile). O Brasil representa metade do faturamento da empresa, que ficou em dois milhões de dólares em 2017. Os brasileiros representam cerca de 50 a 60% dos 120,9 milhões de usuários e 101,3 milhões de transações no marketplace. (Fonte: Exame)

Tecnologias que empoderam pessoas com deficiências

A startup mineira Geraes Tecnologia Assistiva, localizada na região da Pampulha, em Belo Horizonte, será um dos destaques do Singularity University Global Summit 2018, evento de inovação e empreendedorismo que acontece entre os dias 20 e 22 de agosto, em São Francisco, na Califórnia. A empresa de tecnologia assistiva, criada em 2009 para empoderar pessoas com deficiência por meio de inovações eletrônicas, foi convidada pela organizadora do evento, a Singularity University, para apresentar o TiX, um teclado multifuncional que torna computadores acessíveis a pessoas com deficiência. O TiX ganhou utilidade extra no final do ano passado quando a startup criou um programa educacional para alunos com deficiência, oferecendo treinamentos para professores, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais. (Fonte: Hoje em dia)


Like what you read? Give newsruptiva a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.